a informação essencial
Pub

PS e PSD “são farinha do mesmo saco”

FOTO: Gisélia Nunes
Partilha

Na passada quinta-feira de manhã, André Silva demorou quase mais de uma hora do que o previsto a chegar a S. João da Madeira. Mas não foi preciso tanto tempo para o líder do PAN - Pessoas - Natureza - Animais sentir que “as pessoas estão bastante desacreditadas” dos políticos que localmente as governam. Razão pela qual, em seu entender, houve uma elevada taxa de abstenção (50,72%) nas últimas autárquicas.
Em declarações aos jornalistas - no âmbito de uma ação de rua organizada pelas candidaturas à câmara e assembleia municipais do partido lideradas por Andrea Domingos e Luísa Ramalho respetivamente, que contemplou locais como Fundo de Vila e o Mercado Municipal - aquele que é o único deputado à Assembleia da República (AR) do PAN não hesitou em dizer que “o Partido Socialista e o Partido Social Democrata, em S. João da Madeira, são farinha do mesmo saco”.
“Quer quem está no executivo [municipal], quer o principal partido da oposição, a imagem que dão aos cidadãos de S. João da Madeira é que não têm alternativa”, ambos “têm exatamente as mesmas políticas”, “apontou o dedo”.

“Faz falta uma candidatura do PAN em S. João da Madeira”

Por exemplo, em termos de mobilidade urbana, segundo o porta-voz do PAN no Parlamento, “as maiores cidades europeias estão a ‘caminhar’ no sentido de retirar automóveis dos centros urbanos” quando “o que aqui se verifica é que o PSD tem um projeto [de revitalização da Praça Luís Ribeiro] no sentido inverso e o PS concorda”.
O engenheiro civil falou ainda que, no que diz respeito aos espaços verdes, “o PSD não gosta de árvores” nem “de jardins”, tendo cortado “várias dezenas de árvores no Parque Municipal Ferreira de Castro” perante um PS que “não teve qualquer palavra sobre esta matéria”. E relativamente à saúde e bem-estar animal, “há uma ausência total de apoio à associação de proteção animal neste concelho, de políticas públicas de proteção e bem-estar animal, por parte de quem está no executivo e não vemos o PS a fazer qualquer tipo de oposição”
Em suma: “verificamos que PSD e PS estão afinados naquilo que são as principais omissões e que não têm de facto propostas”. “E é precisamente por causa disso que faz falta uma candidatura do PAN em S. João da Madeira”, defendeu.

Partido quer eleger um deputado municipal

Em plena Praça Luís Ribeiro, à qual, na sua ótica, “faltam árvores, terra, relva”, André Silva reforçou a ideia de que “as pessoas estão fartas não só deste executivo, mas também do principal partido da oposição e sentem que votar no PSD ou no PS é exatamente o mesmo”. Por isso, “dizemos àquelas pessoas que não se veem representadas, nos últimos anos, nos executivos que [agora] podem ter uma voz diferente, que as represente na Assembleia Municipal” (AM).
É, aliás, “nosso objetivo eleger um deputado” na AM, assim como “trazer os valores, as medidas do PAN, fazer debater e discutir aquilo que são as nossas maiores preocupações em S. João da Madeira e passar a mensagem aos cidadãos”, adiantou o parlamentar, acrescentando que pretendem ainda “combater a abstenção” no concelho.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas