a informação essencial
Pub

“Sê a mudança que queres ver no mundo”

FOTO: Diana Familiar
Partilha

O mural “Sê a mudança que queres ver no mundo”, frase de Mahatma Gandhi, do partido Pessoas, Animais e Natureza (PAN) foi inaugurado sábado passado no gaveto das ruas Dr. Maciel com a Oliveira Júnior junto à Praça Luís Ribeiro.
O mural da autoria de Diego Manjate, artista sanjoanense, é “um alerta à mudança, atenção à mobilidade, ao ambiente que o PAN quer ver refletida na sociedade. Não só a nível nacional, mas neste caso a nível da cidade de S. João da Madeira”, deu a conhecer Andrea Domingos, candidata do partido à câmara municipal, ao labor.
Para o PAN é “tempo de agir, de colocar em prática e apostar na proteção do bem-estar de todos e de todas seja das pessoas, dos animais e da natureza”, salientou.
O jovem artista Diego Manjate é “uma pessoa que vive e trabalha em S. João da Madeira”, a quem o partido pediu apoio para a criação deste mural, esperando que “outras pessoas olhem para este trabalho e que possam contactar o Diego para que possa dar mais luz e mais brilho à nossa cidade”, revelou Andrea Domingos ao labor.
O mural é o resultado de “um trabalho excelente. Ele percebeu exatamente a nossa mensagem, as cores conduzem para o ambiente, para a qualidade da água, o verde da natureza e as crianças com os braços abertos querem a mudança”, descreveu a candidata do PAN, com a esperança de que “ele possa ser conhecido e reconhecido como um artista de S. João da Madeira no futuro”.
O PAN levou a cabo atividades relacionadas com a semana da mobilidade sob o lema
“À Partilha Chegamos Mais Longe” com o intuito de “dar ênfase à utilização de bens focando essencialmente uma mobilidade verde, partilhada e inteligente”, adiantou Andrea Domingos.
Uma das atividades do partido consistiu em apresentar “um documento com sugestões à câmara municipal por causa da renovação da Praça Luís Ribeiro”. O PAN tem três pontos essenciais para o funcionamento do “coração da cidade”. O primeiro ponto é “retirar os automóveis do centro da praça. A longo prazo do centro da cidade;” depois “a introdução de ciclovias a par da utilização de meios de mobilidade suave não só como meios desportivos, mas também de mobilidade que as pessoas possam usar no seu dia a dia”, incluindo “a reestruturação dos transportes públicos” e “a passagem de utilização dos meios de combustível fóssil para os elétricos;” e, em terceiro, “a extensão para outras obras na cidade com um forte carisma de construção sustentável direcionada para uma visão mais holística e integradora das necessidades das pessoas, dos animais e da natureza. De acordo com o uso de materiais de construção recicláveis, reutilizáveis e de baixo impacto ambiental”, revelou a candidata do PAN.
O contacto com as pessoas tem sido “muito positivo. As pessoas já conhecem as pessoas do partido, a mensagem e dizem: nós precisamos de mudança e precisamos que SJM seja olhado de outra forma”, assumiu Andrea Domingos ao labor.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas