a informação essencial
Pub
Partilha

Entre inscrições e donativos anónimos, caminhada da junta resultou em 611 euros destinados à Liga Portuguesa Contra o Cancro

Tags

Duas centenas caminharam por uma causa solidária

FOTO: Direitos Reservados
Partilha

Entre inscrições e donativos anónimos, caminhada da junta resultou em 611 euros destinados à Liga Portuguesa Contra o Cancro

Na noite da última sexta-feira, 201 pessoas participaram na 3.ª Caminhada Solidária da Junta de Freguesia de S. João da Madeira (JFSJM), associando-se assim à luta contra o cancro e também adotando um estilo de vida saudável, que a equipa liderada por Helena Couto tem vindo a promover ao longo deste mandato.
Entre inscrições e donativos anónimos, a iniciativa resultou em 611 euros destinados à Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC). Mas - atenção - este montante pode vir a aumentar, já que a JFSJM ainda tem t-shirts alusivas à Caminhada Solidária disponíveis para venda. O seu custo mínimo é de três euros, devendo os interessados dirigir-se à sede da autarquia local situada no Fórum Municipal, na Avenida da Liberdade.
Organizada pela junta com o apoio da “Leontina Santos – Clínica de Saúde e Bem-Estar” e do “Pingo Doce”, a caminhada começou pouco passava das 21h30, logo após uns exercícios de aquecimento sob a orientação de uma professora do ginásio “FreeStyle”. Ao todo, foram cinco os quilómetros solidários percorridos a pé, com passagem pelo Parque de Nossa Senhora dos Milagres, 8.ª Avenida, Praça Luís Ribeiro, Casa da Criatividade, etc.
A JFSJM agradece, através do labor, a “todos os que participaram”, denotando, deste modo, “uma enorme generosidade, solidariedade e sentido de responsabilidade social”. Além disso, estende os seus agradecimentos “a todos os parceiros oficiais que ajudaram na realização desta iniciativa”.
Recorde-se que a 1.ª Caminhada Solidária realizou-se em 2016, tendo sido angariados 558 euros para a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de S. João da Madeira e 225 quilos de alimentos para os centros comunitários Porta Aberta da Santa Casa da Misericórdia e da Associação de Jovens Ecos Urbanos e ainda para a ACAIS – Associação de Apoio aos Idosos Sanjoanenses.
Já a segunda edição foi em abril deste ano, tendo possibilitado a angariação de 936 euros para a CERCI de S. João da Madeira.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas