a informação essencial
Pub
Partilha

O único ponto à discussão foi aprovado unanimemente por seis votos favoráveis do PS e três do PSD e com “aclamação pelo público presente”, lê-se no comunicado

Tags

Milheirós de Poiares favorável à integração em S. João da Madeira

Partilha

O único ponto à discussão foi aprovado unanimemente por seis votos favoráveis do PS e três do PSD e com “aclamação pelo público presente”, lê-se no comunicado

A Assembleia de Freguesia (AF) de Milheirós de Poiares (MP) emitiu uma pronúncia favorável à integração de Milheirós de Poiares no concelho de S. João da Madeira.
O único ponto à discussão foi aprovado unanimemente por seis votos favoráveis do PS e três do PSD e com “aclamação pelo público presente”, lê-se no comunicado enviado pela AF de MP.
O presidente deste órgão deliberativo milheiroense, Adriano Martins, começou por agradecer, através de comunicado, “aos cerca de 150 milheiroenses que assistiram à reunião, muitos deles no hall de entrada da sala que se tornou demasiado pequena para tanta gente”, destacando, ainda, “o manifesto sentido de responsabilidade de todos os membros do órgão deliberativo que, cientes da sua missão de representação do povo de Milheirós de Poiares, dos seus interesses e legítimas aspirações, decidiram corroborar de forma unânime e por isso inequívoca aquela que é a vontade livre e democraticamente expressa em Referendo Local da esmagadora maioria dos milheiroenses”.
Para Adriano Martins, “se alguma dúvida ainda restasse, esta votação esclarece o caráter suprapartidário de uma causa que diz respeito a Milheirós de Poiares e aos milheiroenses”. Por isso, “o poder instalado em Santa Maria da Feira deve tirar ilações desta votação e agir em conformidade abstendo-se de continuar com uma estratégia de negação da realidade e ocultação da verdade materializada nas últimas semanas no lançamento de uma contra petição baseada em falsos pressupostos, em panfletos anónimos mentirosos, em ataques pessoais baseados em juízos de caráter sem respeito por Milheirós de Poiares, pelos milheiroenses e seus eleitos locais”, recomendou Adriano Martins.
A AF de MP “não tem à sua disposição os meios humanos e financeiros que a Câmara de Santa Maria da Feira decidiu colocar ao serviço da estratégia de diversão montada nas últimas semanas e que certamente seriam mais úteis e justificados se direcionados para resolver os problemas com que os feirenses se deparam diariamente”, salientou este órgão em comunicado.
Por último, a AF de MP “continua a confiar na seriedade da discussão do assunto na Assembleia da República aguardando com serenidade que seja feita justiça a esta pretensão da população de Milheirós de Poiares”.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas