a informação essencial
Pub
Partilha

"Estamos em guerra com S. João da Madeira que quer roubar uma freguesia que é nossa", disse o vereador independente Eduardo Cavaco

Tags

Câmara feirense contra desunião de Milheirós de Poiares

FOTO: Direitos Reservados
Partilha

"Estamos em guerra com S. João da Madeira que quer roubar uma freguesia que é nossa", disse o vereador independente Eduardo Cavaco

A Câmara Municipal (CM) de Santa Maria da Feira (SMF) pronunciou-se no dia 3 de janeiro sobre a petição “Pela Integração de Milheirós de Poiares no concelho de S. João da Madeira” em reunião de câmara extraordinária.
O documento da câmara feirense contra a integração de Milheirós de Poiares em S. João da Madeira recebeu oito votos a favor (seis do PSD e dois dos independentes) e a abstenção dos três vereadores socialistas.
O autarca feirense Emídio Sousa pediu uma audição sobre a petição anteriormente mencionada à Comissão do Poder Local antes que a mesma fosse agendada e discutida pelo Parlamento na Assembleia da República. Na sequência deste pedido, a “comissão das petições” pediu a opinião sobre este assunto à CM e à Assembleia Municipal (AM) de SFM, à CM e AM de S. João da Madeira (SJM) e à Junta de Freguesia (JF) e Assembleia de Freguesia (AF) de Milheirós de Poiares (MP).
A autarquia feirense, através deste documento, demonstrou estar contra a desunião do concelho de Santa Maria da Feira e contra a petição pública "Pela Integração de Milheirós de Poiares no concelho de S. João da Madeira".
A desintegração de Milheirós de Poiares é " um ataque à unidade do Município de Santa Maria da Feira nas suas dimensões territoriais, demográficas, culturais, históricas e socioeconómicas", segundo o documento.
O vereador independente Eduardo Cavaco demonstrou ser favorável à união do concelho feirense. "Acho que estamos em guerra só faltam as armas", disse, repetindo, "estamos em guerra com S. João da Madeira que quer roubar uma freguesia que é nossa". O procedimento correto será cada um dos concelhos feirenses pronunciar-se sobre a possibilidade de integração de Milheirós em S. João da Madeira, fazer uma espécie de referendo, e só depois decidir sobre o assunto, segundo Eduardo Cavaco. "Não é só levar a questão à Assembleia da República", criticou o vereador independente.
Os vereadores socialistas assumiram estar a favor da integração de Milheirós de Poiares em S. João da Madeira, mas decidiram abster-se na votação do documento.

" Nestes assuntos ou se está a favor ou contra"

A declaração de voto de Emídio Sousa destacou que “a unidade e coesão do concelho é fundamental para o desenvolvimento harmonioso e integrado que estamos a desenvolver”.
O autarca feirense congratulou-se pelos votos favoráveis à união do concelho por parte do PSD e dos dois independentes (Eduardo Cavaco, candidato a Presidente da Câmara pelo PS e Isabel Machado, também eleita nas listas do PS). E, ao mesmo, tempo, criticou o sentido de voto dos socialistas.
“Lamento que em matéria tão importante alguns vereadores do PS escolham a posição inócua e demissionária da abstenção. Nestes assuntos ou se está a favor ou contra”, salientou Emídio Sousa, dando conta ainda da ausência do vereador socialista António Bastos que "já se manifestou favorável à unidade do concelho, indo contra a posição oficial do PS Feira". A posição desfavorável da CM de SMF à desanexação da freguesia de Milheirós de Poiares do concelho de Santa Maria da Feira, e a quaisquer iniciativas com o mesmo fim será dada a conhecer à Comissão do Poder Local e à assembleia municipal.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas