a informação essencial
Pub
Partilha

Com base num projeto que visa reforçar a social-democracia

Tags

Susana Lamas apresenta as razões da sua candidatura

FOTO: Direitos Reservados
Partilha

Com base num projeto que visa reforçar a social-democracia

Numa sessão de esclarecimento que registou “casa cheia”, a candidata à presidência da Comissão Política de Secção do PSD, de S. João da Madeira, apresentou as razões da sua candidatura aos militantes, entre os quais alguns ex-presidentes do partido.
Segundo nota de imprensa remetida ao labor, Susana Lamas começou por reforçar a ideia de que “foi com sentido de responsabilidade que aceitei o repto, lançado por um grupo de militantes”. E, tendo a consciência de que este será um novo quadro político, “em que se avizinham tempos desafiantes”, explicou que na génese do seu programa está o reforço da social-democracia, com base na continuidade de uma política de proximidade às pessoas. Até porque, conforme garantiu na ocasião, “esta foi e será sempre a nossa forma de fazer política”.


PSD de Susana Lamas quer ser “alternativa à atual governação da cidade”
O programa eleitoral apresentado pela equipa encabeçada por Susana Lamas passa por focar a atividade do partido nos novos desafios eleitorais do próximo ano, como as eleições europeias e legislativas, mas sobretudo por “construir uma alternativa à atual governação da cidade”.
O objetivo é, de acordo com o comunicado recebido pelo jornal, envolver “ainda mais a comunidade sanjoanense, reforçando a interação através da criação de um ‘conselho estratégico’, destinado a aconselhar a presidente e sua comissão política relativamente às questões políticas locais, abrangendo mesmo personalidades independentes de reconhecido mérito e provenientes de distintas áreas”.
“É tempo de fazer ainda mais do PSD de S. João da Madeira um partido vivo, aberto ao seu concelho, capaz de atrair novos militantes e simpatizantes, para melhor servir a nossa cidade e os sanjoanenses”, salientou Susana Lamas, que propõe também a organização de uma convenção autárquica, aberta à participação de militantes, simpatizantes e cidadãos independentes.


Aposta na formação autárquica e homenagem a atuais e ex-militantes
Destaque ainda para uma aposta na formação autárquica, bem como para um acompanhamento dos autarcas, designadamente através da sua participação em reuniões de preparação conjuntas com a concelhia, permitindo uma maior organização e qualidade nas intervenções e propostas apresentadas.
Aliás, é intenção de Susana Lamas dar continuidade à promoção de iniciativas conducentes à valorização das obras e eventos que tenham a marca do PSD, bem como a realização de “roteiros temáticos”, por áreas de atuação, sempre próximos e conhecedores das diferentes realidades das instituições sanjoanenses.
Internamente, vai querer ainda homenagear atuais e ex-militantes do PSD no concelho, manter a Comissão Política Alargada, da qual continuam a fazer parte representantes das diferentes zonas concelhias, e que comece a existir uma maior participação e mais ativa das mulheres no PSD local.
Susana Lamas mostrou-se, assim, disponível para dar continuidade a um trabalho e a uma marca que o PSD tem deixado na cidade nas últimas décadas, aproveitando para apelar ao voto esta sexta-feira, 13 de abril, como refere a nota informativa.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas