a informação essencial
Pub

Câmara paga vacina contra o rotavírus

Partilha

Vacinação poderá custar cerca de 19 mil euros aos cofres do Município

Na sessão da passada terça-feira foi aprovada, por unanimidade, a abertura de procedimento para a elaboração do Regulamento Municipal de Apoio à Vacinação Infantil, tendo como ponto de partida uma proposta base apresentada pelo executivo, bem como a designação da vereadora Irene Guimarães para o cargo de “diretora” desse mesmo procedimento.
Conforme esclareceu o autarca Jorge Sequeira, o dito regulamento “irá ser publicitado” nos devidos locais, inclusive no site camarário, posto à discussão pública e, depois, ainda vai voltar à reunião de câmara antes de ser aprovado pela Assembleia Municipal.
Tal como o labor noticiou oportunamente, o atual executivo camarário, sensibilizado por “as assimetrias sociais e económicas” também se refletirem no “acesso a dispositivos médicos”, como é o caso da vacinação não incluída no Plano Nacional de Vacinação, entendeu ser de “primordial importância” que “o Município de S. João da Madeira sirva de complemento ao Serviço Nacional de Saúde”.
Assim, contando com a parceria das farmácias sanjoanenses, “que estão dispostas a fazer um desconto”, a autarquia “pagará, na totalidade, a aquisição das vacinas contra o rotavírus a todas as crianças nascidas a partir de 1 de janeiro de 2018 que se encontrem integradas em agregados familiares residentes e recenseados em S. João da Madeira e inscritas no Centro de Saúde”.
Contas feitas por alto, “sem desconto”, esta medida vai custar à edilidade cerca de 19 mil euros. Isto, se todas as famílias que reúnem tais condições “aderirem”, informou o edil.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas