a informação essencial
Pub
Partilha

Prazo da entrega de listas termina dia 9

Tags

Ademar Silva admite candidatura à liderança do PS

Partilha

Prazo da entrega de listas termina dia 9

No dia 19 de janeiro, Rodolfo Andrade, atual líder da Comissão Política Concelhia (CPC) do PS de S. João da Madeira, poderá disputar a liderança do partido com, pelo menos, um outro candidato. O prazo da entrega das listas concorrentes às eleições internas termina na próxima terça-feira.
Em declarações exclusivas ao labor, Ademar Silva confirmou aquilo que já havia dito numa reunião do Partido Socialista local, ou seja, que “é minha intenção apresentar uma candidatura”. Aliás, conforme adiantou ao semanário, vai escrever e enviar “uma moção ainda esta semana” para alguns militantes, de quem tem contactos, apelando à participação nesta sua candidatura, que só irá para a frente “se tiver apoio”.
Depois de ter sido vereador, dirigente nacional e distrital, etc., “sem meter a mão no prato”, como fez questão de deixar claro ao labor, Ademar Silva quer candidatar-se à presidência da CPC porque entende que “é uma prioridade para S. João da Madeira que os dirigentes do PS devolvam a política ao partido e o partido à cidade”.
Neste momento, para este militante do PS há cerca de 35 anos, “o partido [em S. João da Madeira] não existe”, “não há discussão pura e simplesmente”. “Está absolutamente acomodado”, situação que, na sua opinião, se intensificou depois das últimas autárquicas.
Ainda de acordo com o ex-empresário sanjoanense de 65 anos, reformado, “o partido deve continuar a existir para além das pessoas e dos cargos que cada um tenha”. “Existe partido para além dos presidentes da assembleia municipal, câmara e junta de freguesia”, reforçou a ideia.

Rodolfo Andrade está “a preparar a lista”
Quanto a Rodolfo Andrade, tem vindo a reunir “com vários militantes”, dizendo-se “satisfeito com o apoio que tenho recebido de todos que tenho contactado”. Neste momento, o presidente da concelhia encontra-se “a preparar a lista”, prevendo fechá-la “nos dias 8 ou 9”.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas