a informação essencial
Pub

Jorge Sequeira quer melhorar interação entre os cidadãos e o Município

FOTO: Rui Guilherme
Partilha

A sessão “O Estado: Participação e Simplificação”, organizada pela candidatura socialista de Jorge Sequeira, contou com a presença de Maria Manuel Leitão Marques, ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, dia 21 de julho, no Museu da Chapelaria.
O Simplex “mudou a vida das pessoas, das instituições, da administração pública e das empresas”, começou por dizer Jorge Sequeira sobre o “programa revolucionário” que deu a Maria Manuel Leitão Marques a alcunha de “senhora Simplex”, enquanto secretária de Estado da Modernização Administrativa e responsável por uma das maiores reformas administrativas durante o Governo de José Sócrates.
Uma pessoa com “visão de futuro” e com “força política para ultrapassar os obstáculos”. “Uma fonte de inspiração para a nossa candidatura e para aquilo que estamos a fazer”, afirmou o candidato do PS.
Jorge Sequeira quer replicar o que foi conseguido com o Simplex em S. João da Madeira. Primeiro, melhorar a participação dos cidadãos na função pública. Em segundo, a simplificação. “Em S. João da Madeira temos tudo para ter tudo”, disse o candidato socialista.
Jorge Sequeira quer criar uma Assembleia Municipal Jovem, estender o Orçamento Participativo da Junta às escolas, criar um Inovador Municipal (um dia de brainstorming de todo o município) e uma app municipal (que permitirá aos cidadãos entrar em contacto com os serviços camarários). Jorge Sequeira também quer a digitalização total dos documentos do Município, um plano de simplificação dos procedimentos e regulamentos, criar uma espécie de via verde para o investimento de modo a facilitar a vida das empresas e dos cidadãos, um gabinete de auxilio à gestão e processos de licenciamento e captação de fundos comunitários para os empresários e para a cidade. O candidato socialista defende um plano social em que é possível ajudar as pessoas que têm pouca informação, autonomia e precisam de alguém que seja o interlocutor entre elas e o Município e a criação de uma oficina de apoio ao idoso.
No seguimento da relação entre o cidadão e a administração pública, Jorge Sequeira mencionou um caso disfuncional existente no site da câmara municipal sanjoanense.
A câmara tem “um balcão de atendimento online no site, mas para submeter requerimentos é preciso uma palavra passe. Só que para obter a palavra passe é preciso ir à câmara municipal”, revelou Jorge Sequeira, tendo visitado outros sites “para ver se era igual, mas vi que não eram assim”. “Acho que este é um problema que conseguimos resolver”, disse o candidato socialista.

“A política só vale a pena se for para melhorar a vida das pessoas”

O candidato socialista Jorge Sequeira é “uma pessoa competente e confiável”, descreveu Maria Manuel Leitão Marques, que o conhece há muitos anos, considerando, ainda, que “a política só vale a pena se for para melhorar a vida das pessoas”.
As pessoas e as empresas “sabem que se não inovarem todos os anos não progridem”. As próprias intuições públicas “não tinham esta pressão (de inovar), apenas de cumprir a lei, mas hoje temos porque queremos que os cidadãos confiem em nós, nas instituições públicas, no Governo”, afirmou a ministra da Presidência e da Modernização Administrativa.
“As coisas custam, mas não são impossíveis. É preciso ser inovador, persistente e confiante”, aconselhou a ministra, recorrendo à criação do Simplex, junção de cinco documentos num só, o Cartão de Cidadão, e das Lojas do Cidadão.
Neste momento, “o que estamos a mudar é a desconfiança do cidadão”. Por outras palavras a “passar de desconfiança para confiança”. “A informação deve ser dada em linguagem simples ao cidadão” e “a boa simplificação é feita com muita participação” porque “o Estado somos todos nós”, aconselhou Maria Manuel Leitão Marques.
A sessão terminou com a interação entre Jorge Sequeira, Maria Manuel Leitão Marques e o público.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas