a informação essencial
Pub

Novos lotes industriais das Travessas desbloqueados

FOTO: Direitos Reservados
Partilha

No ponto da ordem do dia destinado a informações, Jorge Sequeira anunciou que “está concluído o registo de operação de loteamento” da Zona Industrial (ZI) das Travessas”. “Os lotes estão finalmente à disposição da economia local e dos nossos empresários”, disse o político visivelmente satisfeito pelo desbloqueamento desta situação.
De acordo com nota de imprensa remetida ao labor após a reunião de câmara, os novos lotes “resultantes da ampliação da ZI das Travessas puderam finalmente ser registados, tendo sido desbloqueada a questão que impedia esse processo e que resultou, de entre outras situações, de uma penhora que foi registada sobre o terreno de um dos proprietários particulares envolvidos nesta operação de reparcelamento”.
Conforme o labor apurou junto do Município, a dita “penhora recaiu sobre um prédio que era de um antigo proprietário que foi condenado a indemnizar os CTT na sequência de um processo judicial”. E “foi o advogado da câmara que negociou com os CTT a desistência dessa penhora”.
“Embora a solução do problema não dependesse diretamente da câmara, o presidente da autarquia, Jorge Sequeira, tomou em mãos este processo, com o envolvimento dos serviços jurídicos e dos técnicos municipais”, sendo que “o Município recorreu a uma ação judicial e desenvolveu negociações que vieram a possibilitar a realização do registo predial da operação de reparcelamento e, consequentemente, a viabilização da alienação dos terrenos para a instalação de novas indústrias no concelho”.
Recorde-se que a ampliação desta ZI envolveu uma operação urbanística de reparcelamento, através da qual a autarquia levou a efeito a criação de 54 lotes industriais em parceria com os proprietários dos terrenos existentes naquela área.
 As obras de urbanização, que se iniciaram em agosto de 2012 e foram concluídas em junho de 2014, contaram com cofinanciamento de fundos comunitários no âmbito do ON2, no montante de cerca de 1,3 milhões de euros.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas