a informação essencial
Pub
Partilha

“A CPCJ conhece a minha história e o atletismo foi a minha saída de vida. Pode ser para outras crianças”, confidenciou o atleta Hugo Sousa

Tags

Uma “Cidade Para Mim”, uma Cidade Para Todos

FOTO: Diana Familiar
Partilha

“A CPCJ conhece a minha história e o atletismo foi a minha saída de vida. Pode ser para outras crianças”, confidenciou o atleta Hugo Sousa

A “Cidade Para Mim” é uma corrida e uma caminhada de, com e para todos que está marcada para o dia 17 de junho, pelas 10h00, no Jardim Municipal.
A organização é da Câmara Municipal, Junta de Freguesia e Rede Social de S. João da Madeira.
O logo da “Cidade Para Mim” é um chapéu com um coração e pessoas. “O chapéu não se semeia, mas queremos que seja uma semente que possa germinar futuramente durante muitos anos”, afirmou Pedro Silva, vereador do Desporto, durante a apresentação da “Cidade Para Mim”, a 29 de maio, no Fórum Municipal.
E tudo isto começou com um grupo de parceiros a desafiar a câmara municipal a organizar uma iniciativa colaborativa deste género cujo “grande resultado positivo é fomentar a Rede Social de S. João da Madeira”, contou Pedro Silva.
Os atletas sanjoanenses José Moreira, a representar o Sporting, e Hugo Sousa, o Sporting de Braga, são os padrinhos de uma “Cidade Para Mim”.
Para José Moreira é “uma honra” ter recebido este convite que “aceitei de imediato porque é uma iniciativa muito boa para a cidade”. Uma vez que o atletismo e a corrida estão “na moda”, o atleta sanjoanense aproveitou para “salientar que fazem bem à saúde”.
Além disso, “é saudável o espírito de competição lado a lado” deste tipo de iniciativas, acrescentou José Moreira. O atleta sanjoanense não quer ser olhado “como um exemplo”, mas como “uma pessoa humilde da cidade que lutou e conquistou o seu sonho”. Até agora conseguiu conquistar um de dois grandes sonhos. O primeiro era ser atleta profissional de atletismo. Já o segundo é estar presente nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Caso venha a concretizar este sonho será antes de tudo uma conquista pessoal e profissional e depois poderá “levar o nome de S. João da Madeira e de Portugal a uma escala mundial”, assumiu José Moreira que, devido a outros compromissos, não poderá estar presente na “Cidade Para Mim”.
Por sua vez, Hugo Sousa sempre esteve habituado a estar “do outro lado” deste tipo de iniciativas, mas desta vez estará nas duas frentes. O atleta é um dos “rostos” e um dos padrinhos de uma “Cidade Para Mim” e também será um dos participantes da corrida.
“A CPCJ conhece a minha história e o atletismo foi a minha saída de vida. Pode ser para outras crianças”, confidenciou Hugo Sousa. Por isso, “gostava de dar uma oportunidade de apoiar os outros a começarem”, confessou o atleta sanjoanense.
O seu percurso desportivo começou nos Kágados e todo ele tem sido construído com base em “muita dedicação, esforço e sacrifício”, admitiu Hugo Sousa.

Iniciativa é diferente porque é “algo de todos”

Uma “Cidade Para Mim” visa “mais do que criar um evento desportivo, criar uma marca para S. João da Madeira”, declarou Ricardo Santos em representação da junta de freguesia, demonstrando “orgulho” em integrar esta iniciativa que “apela ao sentimento de felicidade”.
A “ideia embrionária” desta iniciativa “nasceu de uma simples conversa com Álvaro Gouveia e de um sentimento de uma lacuna ao nível de organização de eventos desportivos na cidade”, contou Vasco Macieira, presidente dos Kágados. Ora, a ideia “germinou, cresceu e alargou-se neste grupo”, deu a conhecer Vasco Macieira, esperando que este seja o primeiro de muitos eventos desportivos do género na cidade.
Se esta iniciativa fosse “igual às outras não estava aqui”, admitiu Álvaro Gouveia, em representação da Fit2Labor, explicando que esta é diferente de todas as outras que existem porque é “algo de todos”.
“Queremos incorporar mesmo todos na ´Cidade Para Mim´ que é uma ´Cidade de todos´”, afirmou Álvaro Gouveia, esclarecendo que todas as pessoas, independentemente das idades e limitações, podem participar nesta iniciativa.
O facto de todos os presentes estarem a representar instituições diferentes e estarem juntos para “lutar” pela sociedade só demonstra que “juntos somos mais”, assumiu Micaela Marques, presidente da CPCJ, comparando que este sentimento é exatamente o que se pretende com uma “Cidade Para Mim”.

Treinos às quartas, 18h30, no Jardim Municipal
A organização do evento até tem uma “forma de cativar as pessoas” através de treinos semanais, todas as quartas-feiras, às 18h30, com concentração junto à bola do Jardim Municipal, onde “qualquer pessoa se pode atrever a concorrer com os atletas”, informou Paula Gaio, vereadora da Ação Social.
O Andebolmania e a prova do 11 de Outubro são eventos desportivos marcantes da cidade, relembrou António Cunha, presidente da CERCI, deixando votos de “sucesso” a este que será mais um evento desportivo de S. João da Madeira.

Inscrições abertas até 17 de junho
As inscrições podem ser feitas até ao próprio dia da caminhada e da corrida. Quem realizar a sua inscrição até ao dia 11 de junho tem um custo de cinco euros para a corrida e de 3,5 euros para a caminhada. Já os que fizerem a inscrição de 12 a 17 de junho pagam 5.50 euros para participar na corrida e quatro euros para a caminhada. Para mais informações sobre os descontos efetuados às inscrições de grupo e sobre outros aspetos da iniciativa, deve consultar o regulamento em https://lap2go.com/pt/event/corrida-caminhada-cidade-para-mim 2018/regulamento.html.


Os percursos da “Cidade Para Mim”
Corrida (5km)
Partida: Avenida da Liberdade, sentido descendente em sentido contrário – Avenida Benjamim Araújo – inverte no final – Avenida Benjamim Araújo – Rua João de Deus – Avenida Renato Araújo, sentido contrário – rotunda com a Avenida da Misericórdia assume o sentido do trânsito – inverte junto ao Centro Comercial 8ª Avenida – Avenida Renato Araújo – rotunda com a Avenida da Misericórdia assume o sentido do trânsito – Rua João de Deus – Avenida da Liberdade, junto à Câmara Municipal de S. João da Madeira

Caminhada (3km)
Partida: Avenida da Liberdade, sentido descendente – Rua do Vale – acesso ao interior do Parque da Cidade – Rua do Vale, próximo à Rua dos Ribeiros – Rua do Vale – Avenida da Liberdade, junto à Câmara Municipal S. João da Madeira

Comentários

Pub

Notícias relacionadas