a informação essencial
Pub
Partilha

Tags

Breves da Reunião de Câmara

Partilha

Propostas O munícipe Paulo Bacalhau sugeriu a criação de um lounge para crianças na Casa da Criatividade quando os pais querem assistir a espetáculos inapropriados para crianças e de um código de fardamento para os espaços culturais da cidade. Bem como a aquisição e implementação de um serviço de videovigilância noturna para o Museu da Chapelaria, Museu do Calçado e Torre da Oliva, recordando que há bem pouco tempo uma das estátuas de chapeleiro do monumento de homenagem aos chapeleiros, situado nas traseiras do Museu da Chapelaria, foi furtada. Assim, este tipo de ocorrências poderia ser prevenido, segundo Paulo Bacalhau. O munícipe sugeriu ainda a aplicação de duas linhas de arame entre as árvores e postes de iluminação junto às rotundas do Centro Coordenador de Transportes (CCT) e do Hospital de S. João da Madeira para “impedir” os peões de atravessarem fora da passadeira. Paulo Bacalhau sugeriu ainda a reativação do Centro Intermodal que é, poderia ser, uma ponte de acesso entre o CCT e a estação da Linha Vale do Vouga. O munícipe acrescentou a necessidade de ser colocada uma plataforma vertical ao lado da escada rolante do CCT e/ou a substituição do poço do elevador que “não reúne condições mínimas de espaço para transporte de pessoas em cadeira de rodas”. O presidente da câmara, Jorge Sequeira, recordou que há um código de fardamento para os assistentes da Casa da Criatividade. As demais sugestões serão “alvo de observação” por parte do executivo camarário.

Transparência O vereador Paulo Cavaleiro da coligação PSD/CDS pediu ao presidente da câmara, Jorge Sequeira, um documento feito pelos serviços com informação sobre as obras desde o início, a meio e até ao fim. O documento de controlo de serviços que pediu não foi o que recebeu e reagiu ao sucedido na reunião de câmara desta semana.
“Esta coisa da transparência não é coisa que se apregoe ou decrete. Ou existe ou não existe”, incitou Paulo Cavaleiro. O presidente da câmara assegurou que o documento pedido sobre as obras será entregue ao vereador da oposição.

Parques Qual o estado da obra de reabilitação de todos os parques infantis dentro de fora das escolas em S. João da Madeira iniciada pelo executivo anterior? A questão foi colocada por Paulo Cavaleiro. O vereador da oposição formada pela coligação PSD/CDS sugeriu a criação de um contrato de manutenção, admitindo que este investimento constitui um custo, mas que tem todo o sentido porque alguns parques infantis, anteriormente, chegaram ao estado a que chegaram devido à falta de manutenção. A questão dos parques infantis será averiguada junto dos serviços e a do contrato de manutenção será ponderada, assumiu Jorge Sequeira.

Hospital O vereador Paulo Cavaleiro, em nome da coligação PSD/CDS, fez questão de esclarecer que “sempre defendemos o hospital independentemente do Governo”, considerando este como “uma peça importantíssima na área da saúde na região” depois de ter visitado as suas instalações esta semana. O Hospital de S. João da Madeira, a obra da EN223 e a Linha do Vale do Vouga são assuntos sem “tradução financeira” no orçamento porque não dependem apenas do Município, mas “temos de estar atentos”.
O presidente da câmara, Jorge Sequeira, teve “a oportunidade de acompanhar as dificuldades” sentidas pelo Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Entre Douro e Vouga (CHEDV). Primeiro, a afluência elevada de pessoas ao serviço de urgência. Segundo, o problema com a gestão de pessoal. Jorge Sequeira deu a conhecer que “amanhã (quarta-feira/ontem) estarei novamente reunido com ele (Miguel Paiva, Presidente do CA do CHEDV), para acompanhar e ter conhecimento do Plano de Atividades para 2018”. “Sendo certo que todos devemos saudar a iniciativa deste Governo em reabrir o Serviço de Urgência Básica do Hospital de S. João da Madeira”. Relativamente à obra da EN223, Jorge Sequeira tem uma reunião agendada para a próxima segunda-feira com a Infraestruturas de Portugal, onde pretende discutir este e outros assuntos de interesse do Município. O autarca sanjoanense adiantou ainda a existência de outras reuniões agendadas com membros do Governo para “tratar de dossiers da nossa terra”.

Eletricidade A Câmara Municipal (CM) de S. João da Madeira (SJM) abriu esta segunda-feira, dia 8 de janeiro, a proposta do concurso para encontrar um parceiro na gestão da rede elétrica. Dos três concorrentes, apenas dois acabaram por ser considerados. Agora, “vamos apreciar as propostas”, revelou Jorge Sequeira aos presentes.

ADS O adiantamento de 18.135,63 euros do subsídio atribuído à Associação Desportiva Sanjoanense, por conta do próximo contrato-programa, de acordo com os valores relativos ao ano de 2017, por parte da CM de SJM foi aprovado unanimemente. O adiantamento visa “satisfazer necessidades de tesouraria”, informou o presidente da câmara Jorge Sequeira.

Banda O subsídio de 20.000 euros atribuído à Banda de Música de SJM por parte da autarquia foi aprovado unanimemente. O subsídio visa “garantir o funcionamento normal” da instituição mais antiga da cidade sanjoanense, comunicou Jorge Sequeira. O vereador Paulo Cavaleiro aproveitou a ocasião para relembrar a câmara de que a Banda de Música tem um espaço inacabado nas suas novas instalações que poderia “potenciar ainda mais” o seu trabalho.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas