a informação essencial
Pub

Grupo de jovens contra a demolição do “Pirilau”

FOTO: Rui Guilherme
Partilha

Um grupo de jovens sanjoanenses decidiu organizar um protesto contra a demolição do “Pirilau” no dia 25 de julho, pelas 15h00, em frente ao monumento na Praça Luís Ribeiro.
Os cerca de 40 jovens decidiram demonstrar a sua “revolta” e “indignação” para com a demolição do Elemento Arquitetónico, construído como Monumento de Homenagem à Indústria, e que viria a ficar conhecido vulgarmente conhecido como o “Pirilau”.
“Ele podia não ter nenhuma utilidade, mas era o símbolo da nossa cidade e um ponto de encontro. Se houve um propósito para o construir, não achamos justo que seja demolido”, declararam João Silva e Maria Leal, estudantes sanjoanenses de 15 e 16 anos, respetivamente, em nome do grupo que organizou o protesto contra a demolição do “Pirilau”, ao labor.
Na opinião destes jovens sanjoanenses, a passagem de trânsito “não vai dinamizar esta área como tem sido até agora”, recorrendo ao evento Gin and Street Food Sessions realizado no fim de semana passado na Praça Luís Ribeiro.
O grupo de jovens colou alguns cartazes e deixou algumas frases a favor da continuação do Elemento Arquitetónico e contra a sua demolição nos pilares do Centro Comercial Parque América.
Os trabalhos preparatórios da obra de demolição começaram no dia 24 de julho. O processo de demolição estava previsto apenas para hoje, dia 27 de julho, mas começou no dia do protesto. O grupo de jovens foi apanhado desprevenido porque quando chegou ao “coração da cidade”, o “Pirilau” já estava praticamente demolido. As obras de demolição do Elemento Arquitetónico estão previstas terminar a 25 de agosto.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas