a informação essencial
Pub
Partilha

Com os desfiles na cidade Invicta, terminou a apresentação das coleções outono/inverno 2017/18 que passou por Nova Iorque, Londres, Paris, Milão e Lisboa

Tags

Criadores com tendências arrojadas para o inverno

Partilha

Com os desfiles na cidade Invicta, terminou a apresentação das coleções outono/inverno 2017/18 que passou por Nova Iorque, Londres, Paris, Milão e Lisboa

Depois de quatro desfiles em Lisboa, terminou na noite do passado sábado, no emblemático edifício da Alfândega do Porto, a 40.ª edição do Portugal Fashion. Ao longo de quatro dias, o certame, que anteriormente tinha viajado pelas quatro principais capitais da moda internacional, contou com 31 desfiles, envolvendo 15 criadores, seis marcas de vestuário, seis marcas de calçado e 10 jovens designers e uma marca. Nesta maratona de desfiles, criadores e marcas como Anabela Baldaque, Carlos Gil, Diogo Miranda, Hugo Costa, Luís Buchinho, Luís Onofre, Miguel, Vieira, Katty Xiomara, Susana Bettencourt, Dielmar, Lion of Porches e Fly London deram a conhecer as suas propostas de moda para as estações outono/inverno 2017/18. A estilista Micaela Oliveira, conhecida pelas suas tendências em vestido de noivas e de gala, estreou-se neste evento com propostas bastante ousadas.
Aliás, a maioria das coleções apresentadas pelos criadores neste evento, apresentam tanto em texturas e materiais como nas tonalidades tendências bastante arrojadas para os dias mais frios que se aproximam.
Nesta edição, para além da passarela ter-se estendido por vários locais emblemáticos das duas principais cidades do país como Cardoaria Nacional, em Lisboa, Alfândega do Porto, Centro Português de Fotografia, Palácio dos CTT e no Silo Auto, todos estes na cidade Invicta, o Portugal Fashion teve ainda lugar a outros eventos paralelos ao calendário oficial. Sobre estas iniciativas, o presidente da ANJE, Adelino Costa Matos, explicou: “O Portugal Fashion está a dar novos passos no seu trajeto de sucesso. À semelhança do que acontece noutros grandes eventos de moda internacional, há a necessidade de apoiar eventos paralelos ao calendário oficial para promover criadores e marcas que, por razões diversas, não podem figurar no programa dos desfiles. É o que acontece, nesta edição, com os Storytailors e com Júlio Torcato, cujas novas coleções são apresentadas em eventos apoiados pelo Portugal Fashion”.
Nesta edição coube, mais uma vez, a Miguel Vieira encerrar o certame de moda de maior relevância do país.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas