a informação essencial
Pub
Partilha

Com a deputada à Assembleia da República Susana Lamas no papel de moderadora

Tags

350 Alunos participam em debate do “Parlamento dos Jovens”

FOTO: Gisélia Nunes
Partilha

Com a deputada à Assembleia da República Susana Lamas no papel de moderadora

O Centro de Educação Integral (CEI) é uma das 922 escolas do país inscritas na edição 2017/2018 do “Parlamento dos Jovens” subordinada ao tema “Igualdade de Género”, não sendo a primeira vez que se vê nestas andanças.
Segundo Jacinta Valente, pertencente à direção, a instituição de ensino “já participa há muitos anos” nesta iniciativa da Assembleia da República (AR) dirigida aos jovens dos 2.º e 3.º ciclos do ensino básico e do ensino secundário, cujo objetivo é promover a educação para a cidadania e o interesse dos jovens pela participação cívica e pelo debate de questões da atualidade. Ao ponto de, por mais do que uma vez, já ter tido representantes nas sessões nacionais, que têm lugar na AR em Lisboa, anualmente em maio, depois das sessões distritais, e de ter antigos estudantes a fazerem parte da Assembleia Municipal de S. João da Madeira.
A ideia do CEI em envolver os seus alunos neste programa da AR é incutir “o gosto pela cidadania e reflexão”, mas também o “respeito pelas ideias dos outros”, conforme explicou Jacinta Valente ao labor na manhã desta última segunda-feira enquanto decorria o debate da temática deste ano envolvendo aproximadamente 100 estudantes dos 2.º e 3.º ciclos de escolaridade. Cerca de uma hora depois tinha início uma nova discussão mas com os do secundário.
Ou seja, contas feitas por alto, foram perto de 350 os jovens que - ou representando as listas concorrentes ou do lado público - participaram no debate que consta da primeira fase do “Parlamento dos Jovens”. Ainda nesta etapa, há uma sessão escolar, na qual se aprova o Projeto de Recomendação da Escola e se elegem os respetivos representantes a nível distrital/regional.

Número de participantes tem vindo a aumentar

Em termos gerais, de acordo com Susana Lamas, o número de participantes do “Parlamento dos Jovens” tem vindo a crescer. Além disso, “de uns anos para os outros nota-se uma subida do nível e da qualidade [das medidas], um maior estudo e aprofundamento dos temas”, afirmou ao nosso jornal a deputada à AR do PSD, para quem “é sempre importante colocar a juventude a falar sobre os assuntos que também lhe dizem respeito”.
Em seu entender, os jovens não estão, de modo algum, alheados do que se passa à sua volta. E “prova disso é este auditório praticamente cheio”, deu nota Susana Lamas, elogiando o “modelo que usam aqui [no CEI]” e que, aliás, já conhecia desde o ano passado.
Pelo segundo ano consecutivo, a parlamentar foi a “moderadora de serviço”, digamos assim, de “um debate entre as listas” e no qual é dada à assistência a possibilidade de participar.
Em S. João da Madeira, este ano letivo, além do CEI, Susana Lamas também se deslocou à “n.º 2 [Escola Secundária João da Silva Correia]” igualmente no âmbito do “Parlamento dos Jovens”.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas