a informação essencial
Pub

Alunos sanjoanenses lançam 6.000 sementes para reflorestação de área ardida

FOTO: Direitos Reservados
Partilha

A Câmara Municipal de S. João da Madeira decidiu avançar com a iniciativa em que cerca de 6.000 alunos das escolas sanjoanenses lançarão sementes de outras tantas espécies arbóreas nativas da região que mais tarde constituirão um importante apoio na reflorestação de área ardida no fim deste mês.
As sementes certificadas de espécies autóctones com valor para a floresta nativa foram obtidas junto do Centro Nacional de Sementes Florestais. Agora, a autarquia está a fazer chegar as sementes às escolas, onde os alunos, com acompanhamento do seu departamento de Ambiente, são incentivados a semear uma árvore autóctone e a seguir a sua germinação.
A iniciativa será lançada no Dia da Floresta Autóctone, assinalado a 23 de novembro, e culminará com a oferta de árvores a um ou mais concelhos afetados pelos incêndios no final da próxima Primavera.
As sementes são colocadas pelos alunos em vasos improvisados, resultantes da reutilização de embalagens usadas de leite ou outras. O processo de germinação tem uma taxa de sucesso de 60 a 80% e será seguido pelas crianças e seus professores, permitindo, assim, criar cerca de 4.000 árvores de espécies como o Carvalho Alvarinho, o Sobreiro, o Freixo Nacional, a Faia, o Azereiro ou o Cedro do Buçaco.
Desta forma, a autarquia pretende “sensibilizar toda a comunidade sanjoanense, a começar pelos mais novos, para o problema dos incêndios, estimulando a adoção de um papel pró-ativo por parte da população na preservação da natureza”, informou em comunicado.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas