a informação essencial
Pub

Serafim Leite em encontro na Turquia

FOTO: Direitos Reservados
Partilha

O Agrupamento de Escolas Dr. Serafim Leite participou de 24 a 30 de setembro num encontro do projeto Erasmus+ “Everything begins with the first step”, realizado em Antália, na Turquia.
O primeiro objetivo deste projeto centrado no ambiente é “a promoção, junto das crianças e jovens, de valores como a preservação e a recuperação do ambiente, procurando e aplicando metodologias inovadoras, informou o Agrupamento de Escolas em comunicado, recordando que, no ano transato, realizou-se na Serafim Leite, um encontro de docentes deste projeto.
Além de Portugal e do país anfitrião, participaram delegações da Letónia, Áustria, Roménia, e Itália, estando a organização a cargo da Koçaş High School, em Antália.
A delegação da Serafim Leite – constituída pelos alunos Francisco Gomes (11.º A) Beatriz Oliveira (11.º Design gráfico), Joana Sousa e Diana Alves (11.º audiovisuais) – ganhou “direito a esta presença, como resultado de trabalhos realizados num concurso aberto a todos os alunos do ensino secundário. O desafio foi a criação de um vídeo, com duração inferior a 3 minutos, sobre a biodiversidade. A acompanhá-los estiveram as professoras Fátima Pais, dinamizadora do projeto, e a diretora do Agrupamento, Anabela Brandão”, informou a escola sanjoanense.
O encontro começou com a receção das delegações na Koçaş High School que nas palavras de Francisco Gomes foi “incrível e muito vivida, toda a gente aplaudia e sorria. Parecíamos celebridades! De seguida, após uma breve apresentação dos professores da escola, tivemos a oportunidade de aprender algumas danças tradicionais turcas”, e como diz a Diana “passámos num corredor onde, a cada passo, havia cartazes escritos em várias línguas e bandeiras que representavam os países presentes nesta mobilidade”, lê-se no comunicado.
Os participantes tiveram a oportunidade de fazer visitas à região, caminhadas, sessões de aprendizagem da língua turca, atividades como plantação de árvores e workshops sobre técnicas de reciclagem como “fazer porta-lápis, e mochilas recicladas, uma experiência muito engraçada e desafiadora”, deu a conhecer Diana Alves ou “a reutilização de garrafas de plástico para podemos construir um foguete”, acrescenta Beatriz Oliveira em comunicado.
A aluna Beatriz Oliveira também mencionou o momento de apresentação do trabalho realizado pelas delegações, nomeadamente pelas duas equipas de Portugal, em que “os participantes falaram um pouco sobre os seus vídeos e mostraram-nos às restantes delegações. Foi bastante divertida a oportunidade que tivemos de falar um pouco sobre a forma como ganhámos direito a esta viajem e apresentar os trabalhos de que tanto nos orgulhamos”.
Já Joana Sousa destacou a visita “ao parque botânico Akdeniz University, onde nos deram a conhecer vários tipos de árvores; depois, fizemos um jogo durante o qual nos era atribuído o nome de uma planta ou árvore e que serviu de pretexto para a realização de um vídeo”, tendo, ao longo da estadia, cada um dos participantes plantou uma árvore, num total de 110 árvores.
Para Beatriz Oliveira “esta viagem foi muito importante, porque tivemos a oportunidade de aprender mais sobre outras culturas, religiões e línguas; para mim, foi realmente estranho perceber que muitas pessoas alimentam ideias sobre outos povos e culturas, que não correspondem minimamente ao que se passa na realidade”, concluiu em comunicado.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas