a informação essencial
Pub
Partilha

Campeonato Nacional da 2.ª Divisão de Seniores Masculinos – Fase final

CA Póvoa Varzim/Bodegão, 28
ADS/Clínicas CMP, 28

Tags

Domínio alvinegro termina com empate

FOTO: Arquivo Labor
Partilha

Campeonato Nacional da 2.ª Divisão de Seniores Masculinos – Fase final

CA Póvoa Varzim/Bodegão, 28
ADS/Clínicas CMP, 28

Jogo no Pavilhão Municipal da Póvoa Varzim.
Árbitros: Pedro Fontes e Rui Castro.
CA Póvoa Varzim/Bodegão: Tiago Amorim, André Machado, César Silva, Joel Rodrigues, João Cardoso, Bruno Rodrigues, José Rebelo, Francisco Leitão, Luís Gonçalves, João Baltazar, Fábio Campos, Tomás Barbosa, Fábio Azevedo, Henrique Carlota, Gonçalo Amorim, Pedro Machado.
Treinador: Miguel Solha.
ADS/Clínicas CMP: Ricardo Gaspar; Mário Lopes, João Pinhal, Xavier Costa, Diogo Taboada, Hugo Terra, Patrick Lemos, Ricardo Pinho, Rui Rodrigues, Alexandre Relvas, Bruno Pinho, Eduardo Pereira, Pedro Garcia, Ricardo Pinho, Tiago Arrojado, António Brandão.
Treinador: Nuno Silva.
Ao intervalo: 12-15.

Foi com uma bancada bem composta e com muitas caras conhecidas do andebol nacional que o Municipal da Póvoa do Varzim acolheu uma das jornadas mais esperadas entre duas das melhores equipas desta fase.
O início de jogo foi muito tático e algo lento durante os primeiros cinco minutos, com a Sanjoanense, com uma defesa mais profunda, a conseguir impedir o central e o lateral esquerdo dos locais de realizarem o seu jogo habitual e aos poucos foi alcançando alguma vantagem no marcador. Aos 10 minutos Nuno Silva via a sua equipa condicionada com a segunda exclusão de Patrick Lemos, numa jogada completamente normal, fazendo com que o técnico alvinegro não utilizasse o atleta na defesa durante o resto do encontro.
Ainda assim, a vantagem da Sanjoanense foi aumentando, chegando a ter um diferencial de cinco golos, mas acabou por chegar ao intervalo a vencer com um parcial de 12-15.
Na segunda parte registou-se uma reação do Póvoa, que chegou a estar a perder pela diferença mínima, mas os alvinegros conseguiram distanciar-se alcançando um diferencial de quatro golos.
Na parte final da partida os locais aumentaram bastante a agressividade defensiva, passando os limites em alguns casos sem as devidas sanções por parte da dupla de arbitragem.
Um homem do Póvoa acabaria, no entanto, por ver o cartão vermelho resultante de uma entrada sobre Patrick Lemos que, curiosamente, também viu a cartolina encarnada por reclamar da dureza do lance. O técnico dos alvinegros, Nuno Silva, também muito exaltado foi sancionado com vermelho direto nos últimos minutos por protestos.
Com este cenário o Póvoa acabaria por chegar à igualdade a 30 segundos do final.
A Sanjoanense ainda conseguiu ter o último ataque que culminou com um remate de Pedro Garcia e que poderia dar o triunfo aos visitantes, mas sem sucesso.
As duas equipas continuam invictas e no comando. No próximo sábado o jogo realiza-se no Pavilhão das Travessas com o SP Horta.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas