a informação essencial
Pub
Partilha

Campeonato Nacional da 2.ª Divisão de Seniores Masculinos de Andebol

Juve Lis, 18
ADS/Clínicas CMP, 31

Tags

Vitória alvinegra em Leiria garante liderança da 2.ª Divisão

FOTO: Arquivo Labor
Partilha

Campeonato Nacional da 2.ª Divisão de Seniores Masculinos de Andebol

Juve Lis, 18
ADS/Clínicas CMP, 31

Jogo no Centro Desportivo de Juve Lis, em Leiria.
Árbitros: Miguel Carvalho e André Pereira.
Juve Lis: João Esteves, Francisco Santos, Fábio Moreira, Luís Fonseca, João Cartas, Nuno Andrade, Pedro Santos, Vasco Santos, Ivan Carvalho, André Amado, João Gomes, António Cabaça, Francisco Aguiar, Luís Silva, Edilson Morais, Kivan Dongo.
Treinador: André Afra.
ADS/Clínicas CMP: Ricardo Gaspar, João Pinhal, Xavier Costa, Diogo Taboada, Hugo Terra, Patrick Lemos, Ricardo Pinho, Rui Rodrigues, Alexandre Relvas, Bruno Pinho, Pedro Garcia, Ricardo Pinho, Tiago Arrojado, António Brandão.
Treinador: Nuno Silva.
Ao intervalo: 11-13.

Com a Sanjoanense em segundo lugar e o seu adversário em terceiro, este era um jogo decisivo para os alvinegros que, para além disso, poderiam anular a desvantagem de seis golos da primeira volta. A partida teve um início bastante intenso e equilibrado, que se manteve até aos 5-5, altura em que se assistiu a um melhor período dos visitantes que conseguiram três golos de vantagem (5-8). Contudo, após um "time-out" os locais voltaram a equilibrar o jogo, chegando mesmo a assumir o comando do marcador (11-10), mas uma nova reação dos alvinegros, com quatro golos sem resposta, levou a equipa de S. João da Madeira para o intervalo com um parcial favorável (11-13).
Na segunda parte a boa entrada da Sanjoanense conjugou-se com algum desacerto ofensivo do Juve Lis, situação que a equipa de Nuno Silva aproveitou para se distanciar ainda mais no marcador com mais cinco golos sem resposta, colocando o resultado nos 11-18.
A partir daí assistiu-se a um Juve Lis em desespero para recuperar da desvantagem e uma Sanjoanense serena, a controlar o jogo e, aos poucos, a aumentar, ainda mais, a diferença no placar, que no final era de 13 golos (18-31).
Do lado alvinegro Ricardo Pinho esteve em destaque, não só pelo papel importante que desempenhou na defesa, apesar do cartão azul nos instantes finais da partida, mas também pelos 100% de concretização na linha de sete metros. De referir também a prestação de Rui Rodrigues e Patrick Lemos, ambos com seis golos apontados, mas de lamentar a lesão deste último a 10 minutos do fim após uma entrada violenta de Kivan Dongo, um dos Cabo-verdianos da Juve Lis.
Foi um jogo bastante emotivo e com uma dupla de arbitragem algo inexperiente para um encontro deste nível. Com um critério discutível nas muitas exclusões registadas, algumas delas exageradas, 13 foram para a Sanjoanense e apenas seis para a Juve Lis.
Com este resultado, e beneficiando da derrota do Benavente, os alvinegros isolam-se no primeiro lugar quando faltam quatro jornadas para o final. Para se qualificar para a fase final a equipa de S. João da Madeira apenas precisa de vencer dois dos quatro encontros.
No próximo sábado a Sanjoanense pode dar já um passo nesse sentido, recebendo, pelas 17h00, o penúltimo classificado, o Marienses, que vem dos Açores à procura de pontos.

Agenda

Seniores masculinos
ADS B/Clínicas CMP-ACD monte
Dia 9, às 21h30, Pavilhão Travessas

Seniores masculinos
ADS/Clínicas CMP-CD Marienses
Dia 10, às 17h00, Pavilhão Travessas

Comentários

Pub

Notícias relacionadas