a informação essencial
Pub

Centro Infantil da Misericórdia teve a melhor rotunda de Natal

FOTO: Direitos Reservados
Partilha

A Câmara Municipal de S. João da Madeira entregou os prémios do concurso de decoração “Rotundas de Natal” no dia 29 de janeiro no Fórum Municipal. 
A edição deste ano contou com a participação de 21 escolas e nove associações sanjoanenses.
Os estabelecimentos de ensino vencedores foram o Centro Infantil da Santa Casa da Misericórdia (1.º classificado), a Escola Básica de 1.º ciclo e Jardim-de-Infância do Parrinho (2.º classificado) e, pela primeira vez, um empate entre o Jardim-de-Infância das Travessas e a Escola Básica e Secundária Dr. Serafim Leite (3.º classificados).
O primeiro classificado vai receber um prémio até 600 euros, o segundo até 300 e os terceiros até 200 euros.
As cinco rotundas melhor classificadas entre as associações foram a Cerci, SJM SUB, ADS – Hóquei Patins, Agrupamento de Escuteiros e Kágados. Já as associações distinguidas foram premiadas com 150 euros.
O concurso “Rotundas de Natal” é a “celebração de uma tradição da cidade”, envolvendo escolas e associações, que “valorizamos e queremos continuar com a introdução de novos moldes”, declarou o presidente da câmara, Jorge Sequeira, sem adiantar, de momento, mais pormenores.
Os vencedores são eleitos pelo voto do júri constituído por um elemento da junta de freguesia, da PSP, dos bombeiros, da Associação Comercial e da câmara municipal e pelo voto online.

Prémio fruto de “um trabalho em conjunto com os pais e com a Santa Casa”

O prémio de melhor rotunda natalícia atribuído ao Centro Infantil da Misericórdia foi recebido com “enorme satisfação”, afirmou Marta Vidinha, responsável do estabelecimento de ensino, ao labor.
“Já havia aqui alguma tristeza de pelo menos não estarmos no pódio, mas não é para isso que trabalhamos”, mas “não é esse o nosso objetivo, não é o desistir porque não conseguimos um prémio”, esclareceu Marta Vidinha.
O principal intuito é “mostrar para o exterior a nossa instituição, afirmar cá fora que existimos e mostrar o que fazemos e de que forma é que o fazemos”, destacou a responsável do Centro Infantil da Santa Casa ao labor.
A participação deste estabelecimento de ensino neste concurso conta com dois apoios: os encarregados de educação e a Santa Casa da Misericórdia.
“Aqui é fundamental termos pais que nos ajudam voluntariamente e também a nível de trabalho”, destacou Marta Vidinha, confessando que “ainda hoje (terça-feira) um dos pais que se envolveu estava supersatisfeito, senti que ele também recebeu o prémio. Isto é importante para a instituição”. O prémio conquistado pelo Centro Infantil é fruto de “um trabalho em conjunto com os pais e muito com a Santa Casa da Misericórdia que está sempre disponível”, considerou a responsável ao labor.
A rotunda de Natal deste estabelecimento de ensino pretendia “reproduzir aquilo que no dia a dia vivemos que é a alegria dos miúdos. Nós lidamos todos os dias com a vida ali. Então era essa alegria”, explicou Marta Vidinha.
Uma alegria refletida na construção de um circo de Natal, onde os miúdos querem ir sempre na época natalícia, contou a responsável. E assim nasceu uma ideia “fora da caixa” numa época de Natal. “Acho que foi das rotundas que mais se evidenciou no sentido da cor, da alegria, da festa”, considerou a responsável ao labor.
O tema levou a Associação de Pais do Centro Infantil da Misericórdia a oferecer um espetáculo a todos os meninos, levando, assim até eles, literalmente o circo depois de o terem em modo “fantasia” na sua rotunda. “Houve aqui um fio condutor e isto aqui é que acho que é trabalhar em equipa”, rematou Marta Vidinha ao labor.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas