a informação essencial
Pub
Partilha

Estratégia é “transformar estes espaços num verdadeiro epicentro cultural da região”

Tags

Câmara apresentou programação cultural dos Paços e da Criatividade

FOTO: Direitos Reservados
FOTO: Diana Familiar
Partilha

Estratégia é “transformar estes espaços num verdadeiro epicentro cultural da região”

A programação cultural para 2018 dos Paços da Cultura e da Casa da Criatividade foi apresentado no início desta semana, dia 29 de janeiro, no palco deste último espaço cultural sanjoanense à comunicação social.
Tanto os Paços da Cultura como a Casa da Criatividade são dois equipamentos “muito importantes para a atividade cultural de S. João da Madeira” com “espaços polivalentes que podem acolher diversas atividades artísticas”, afirmou o presidente da câmara Jorge Sequeira.
A programa cultural deste ano começou com o Concerto de Ano Novo da Orquestra Barroca e Coro da Casa da Música que “esgotou praticamente a sala”, algo que poderá ser “premonitório” para um ano repleto de atividades artísticas diversas na cidade, considerou Jorge Sequeira.
“A nossa programação precisa do vosso apoio para levar ao conhecimento das pessoas a oferta cultural de qualidade e a vários públicos”, apelou o autarca sanjoanense à comunicação social, admitindo que a comunicação das atividades culturais é “um desafio que temos de vencer ao longo de 2018”.
A programação cultural criada para estes dois espaços sanjoanenses pretende ser uma “programação eclética, aberta à comunidade, acessível a todos”, segundo a apresentação. Nesse sentido, a programação cultural prevê mais de 130 eventos de música, teatro, cinema, espetáculos infantojuvenis e, pela primeira vez, teatro de revista e ópera. As novidades não ficam por aqui. Entre os “projetos especiais” estão um ciclo de conferências “Pensar o Futuro” com oradores conceituados porque “uma cidade que não pensa no futuro morre”, um ciclo de jazz – “Novembro Jazz” – com “artistas muito importantes” e o projeto “Somos Nós” que é “dedicado aos artistas e às coletividades locais”, destacou Jorge Sequeira, relembrando a importância dos eventos Festival de Teatro e do Festival Party Sleep Repeat.
A programação cultural sanjoanense é “uma programação rica, forte e que não se esgota nestes momentos”, salientou o autarca, adiantando que brevemente será apresentada a programação para os museus da cidade.
O município traçou uma estratégia para a cultura que passa por complementar ainda mais do que até então o pequeno auditório, os Paços da Cultura, e o grande auditório, Casa da Criatividade. “O primeiro é destinado a eventos de menor dimensão ou de maior intimidade com o público. O segundo para eventos de grandes dimensões e produções”, explicou Suzana Menezes, Chefe de Divisão da Cultura da Câmara Municipal de S. João da Madeira.
A estratégia engloba “apostar num novo modelo de comunicação com a concentração da informação apenas numa página de Facebook”, revelou Suzana Menezes, adiantando que os conteúdos da página da rede social Facebook dos Paços da Cultura vão migrar para a página da Casa da Criatividade. A concentração de informação também será aplicada nas outras plataformas informáticas.
Desta forma, o município que tem “apostado numa melhoria da comunicação” quer atingir “uma maior solidez na comunicação”, esclareceu a responsável da Cultura, sobre esta estratégia que passa por “transformar estes espaços num verdadeiro epicentro cultural da região”.

“Uma nova política de preços mais acessíveis, inclusivos e democráticos”

A Câmara Municipal de S. João da Madeira tem em vista “uma nova política de preços mais acessíveis, inclusivos e democráticos”, salientou Suzana Menezes, recordando que será criado um cartão de fidelização de públicos à cidade sanjoanense.
A proposta de regulamento de bilhética dos Paços da Cultura e da Casa da Criatividade que inclui um cartão de fidelização para os espaços culturais sanjoanenses foi aprovada por unanimidade na reunião de câmara de 23 de janeiro. Para já, “ainda não podemos adiantar a data exata de quando o cartão estará pronto”, respondeu Jorge Sequeira à questão colocada pelo labor.
A Câmara Municipal de S. João da Madeira vai dedicar “cerca de 50 mil euros do seu orçamento à programação cultural destes dois espaços, sem contar com custos de operação, sem ter em conta a receita gerada e a discussão de alguns preços”, salientou o autarca sanjoanense.
O retorno do investimento na cultura é “a valorização estética, humana e cultural das pessoas que assistem aos espetáculos”, concluiu Jorge Sequeira.

Cinema, música e teatro para miúdos e graúdos em fevereiro

A programa cultural de fevereiro começa hoje, às 21h30, com a sessão de cinema “Perdidos” de Leonel Vieira nos Paços da Cultura (ler página seguinte).
Os concertos previstos são de Frankie Chavez + Deck 97 Dj Set amanhã, dia 2, pelas 22h00, na Casa da Criatividade (ler página ao lado) e a banda Prana, no dia 16 de fevereiro, pelas 22h00, na Casa da Criatividade. O primeiro teatro infantojuvenil do ano é “Areias, imaginar o gigante” no dia 17 de fevereiro, pelas 11h00, nos Paços da Cultura. Para os graúdos, a peça “Guarda Mundos” do teatro da Didascália, está marcada para o dia 23 de fevereiro, pelas 21h30, nos Paços da Cultura.
A restante programação cultural para 2018 será divulgada nas próximas edições do labor.

“Projetos especiais”: sanjoanenses, futuro e jazz

O projeto “Somos Nós” começa no dia 25 de fevereiro, pelas 17h00, com a atuação da Banda de Música de S. João da Madeira, nos Paços da Cultura. As atuações continuam com o Encontro de Fadistas (2 de março), o Coro de Câmara (27 de maio), a Universidade Sénior (30 de junho), os Amigos da Dança (29 de julho), a Tuna dos Voluntários (30 de setembro), os alunos da Escola de Dança Ana Luísa Mendonça (28 de outubro), o Concerto de Santa Cecília da Academia de Música (25 de novembro) e o Centro de Cultura e Desporto (30 de dezembro). Todas as atuações estão agendadas para as 17h00, com exceção do encontro de fadistas marcado para as 21h30, sendo todas elas nos Paços da Cultura.
A primeira sessão do ciclo de conferências “Pensar o Futuro” terá como tema “A humanidade e os seus refugiados” e como oradora Teresa Tito Morais, Presidente do Conselho Português para os Refugiados, no dia 7 de abril, pelas 17h00, nos Paços da Cultura. A segunda sessão “A humanidade e as suas cidades de futuro” terá como orador o sociólogo João Teixeira Lopes no dia 16 de junho. O ciclo de conferências aborda o tema “A humanidade e os seus desafios étnicos” contando com o testemunho do padre Anselmo Borges a 29 de setembro. O tema da última sessão será “Haverá lugar para uma humanidade geneticamente modificada?” e o orador será o médico Manuel Sobrinho Simões no dia 10 de novembro. Todas as conferências estão marcadas para as 17h00 nos Paços da Cultura.
O “Novembro Jazz” contará com a presença de Jacqui Naylor, Luísa Sobral, JP Simões, uma masterclasse de iniciação ao jazz com Sandro Norton, e a Orquestra de Jazz de Matosinhos.

A Cultura em números

Os Paços da Cultura e a Casa da Criatividade receberam 174 eventos em 2017
75 de programação própria, 99 cedências
Total de espetadores 40.804

Comentários

Pub

Notícias relacionadas