a informação essencial
Pub
Partilha

Campeonato de Portugal – Série B

AD Sanjoanense, 3
SC Coimbrões, 0

Tags

Sanjoanense construiu vitória na primeira parte

FOTO: Nuno S. Ferreira
FOTO: Nuno S. Ferreira
FOTO: Nuno S. Ferreira
FOTO: Nuno S. Ferreira
Partilha

Campeonato de Portugal – Série B

AD Sanjoanense, 3
SC Coimbrões, 0

Jogo no Estádio Conde Dias Garcia, em S. João da Madeira.
Árbitro: Renato Gonçalves, auxiliado por Francisco Cerveira e Hugo Santos (AF Guarda).
AD Sanjoanense: Cristiano, Marcus, Igor, Almeida, Pedro Tavares, Castro (Júlio, 61’), Esteves (Teles, 70’), Murilo, Edi, Andrade (António, 72’), Prazeres.
Suplentes: Ivo, Ken, Rochinha, Teles, Júlio, Leo, António.
Treinador: Fernando Pereira.
SC Coimbrões: João, Pedrosa, André (Rafa, 67’), Hélio, Joel, Leo, Alex, P. Tavares (Tomás, 3’), Nedson, Miguel, Filipe.
Suplentes: Dani, Bruno, Branquinho, Marco, Tomás, Guilherme, Rafa.
Treinador: José Bizarro.
Ao intervalo: 3-0.
Marcha do marcador: 1.0 por Edi (32’), 2-0 por Andrade (45+5’), 3-0 por Andrade (45’+7’).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Castro (20’), Pedro Tavares (51’), Cristiano (53’), Edi (65’), Almeida (83’).

Com a vitória do último fim de semana, em casa, frente ao Coimbrões, a Sanjoanense ascendeu ao oitavo lugar da classificação, deixando os lugares de despromoção.
Com Fernando Pereira ausente do banco alvinegro, por se encontrar a cumprir castigo, a formação local chegou ao resultado final ainda na primeira parte, marcada por uma paragem de mais de cinco minutos, ao que tudo indica devido a uma quebra de tensão do árbitro principal da partida.
Com uma entrada forte no jogo, a Sanjoanense começou cedo a incomodar a defensiva visitante e logo nos primeiros 10 minutos os locais tiveram uma excelente oportunidade para se colocarem em vantagem. Edi, num ataque pelo corredor direito, chega perto da área e com um passe certeiro vê Andrade, frente ao guardião, falhar o desvio para o fundo das redes.
Eram os locais que criavam as melhores oportunidades com Edi e Andrade a revelarem-se a maior dor de cabeça para a defensiva visitante, que pouco depois da meia hora não conseguiu evitar o golo dos alvinegros. Num ataque rápido de Andrade o avançado coloca a bola em Edi que, com um remate forte e colocado, inaugura o marcador.
A dupla alvinegra parecia em sintonia e pouco depois voltou a estar perto do golo, mas Edi não domina o passe de Andrade e é Castro que tenta o remate, mas sem perigo para a baliza do Coimbrões.
Perto do intervalo, e já depois de uma paragem de mais de cinco minutos, ao que tudo indica, devido a uma quebra de tensão do árbitro principal do encontro, é Andrade que bisa na partida, aproveitando duas falhas do guardião visitante.
Na segunda parte o Coimbrões procurou equilibrar o jogo e com uma entrada forte aos oito minutos podia ter reduzido a diferença, mas Miguel, depois de ter tirado o homem da Sanjoanense da frente, atira por cima da barra.
Já do lado contrário os alvinegros também desperdiçavam algumas oportunidades para se distanciarem no marcador e foi Andrade que aos 23 minutos não acreditou na sorte e, isolado frente ao guardião do Coimbrões, faz o mais difícil e remata para fora.
Com os alvinegros a procurarem gerir a vantagem, frente a um adversário que também nunca deixou de procurar o golo, o resultado não voltaria a sofrer alterações, muito embora tenham sido os locais que mais perto estiveram de marcar, sendo que a última oportunidade coube a Prazeres, já em tempo de compensação, mas o médio não chegou a tempo para o desvio do passe de Edi.
No próximo domingo a Sanjoanense volta a jogar em casa, recebendo, desta feita, o Rio Ave, jogo a contar para a terceira eliminatória da Taça de Portugal.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas