a informação essencial
Pub
Partilha

XXIII Open Nacional de Damas Cidade de S. João da Madeira

Tags

CCD vence em casa

FOTO: Direitos Reservados
Partilha

XXIII Open Nacional de Damas Cidade de S. João da Madeira

Nuno Vieira, da equipa Ramiro José de Lisboa, foi o grande vencedor do XXIII Open Nacional de Damas Cidade de S. João da Madeira, realizado no passado dia 7 de outubro. A competição, inserida nas comemorações de emancipação concelhia da cidade é das mais participadas a nível nacional, tendo contado, nesta edição, com a presença de 120 damistas provenientes de vários pontos do país.
Organizada pelo Centro de Cultura e Desporto (CCD) de S. João da Madeira, a equipa sanjoanense ainda marcou presença nos lugares de pódio individual, com Joaquim Silva (Pardal), a garantir a terceira posição, atrás de Fernando Gonçalves, do Vai Avante S. Pedro da Cova, que foi segundo classificado. Já Justino Miguel, também da equipa sanjoanense, foi sexto classificado, seguindo-se Manuel Cardoso, no nono lugar, enquanto Tiago Manuel foi 17.º classificado.
A jogar em casa, a coletividade sanjoanense marcou presença na prova com três equipas, sendo que José Dias Pereira, com o 12.º lugar, foi o melhor classificado da formação B, Seguindo-se António Augusto (25.º), Deolindo Silva (31.º) e Pedro Pereira (39.º).
Já na equipa C do Centro de Cultura e Desporto o melhor damista foi João Carlos Silva, que garantiu a 30.ª posição da geral, terminando bastante acima dos colegas Manuel Amorim (67.º), Alfredo Morgado (72.º) e Leonídio Martins (76.º).
De destacar também a presença do Paris Tropical de S. João da Madeira, com Michel Coelho a garantir o melhor resultado da equipa com o 70.º lugar, logo seguido do colega Augusto Pinto, no 71.º posto. Seguiram-se Joaquim P. Silva (82.º) e Carlos Alberto Silva (88.º).
De destacar que Adelaide Coelho, com o 91.º lugar da geral foi a melhor classificada no setor feminino.
No que diz respeito à classificação jovem, Bruno Fernandes foi o grande vencedor, seguindo-se João Paulo Rodrigues e Afonso Sandinha, na segunda e terceira posição, respetivamente.
Já coletivamente o lugar mais alto do pódio foi conquistado pela equipa A do Centro de Cultura e Desporto de S. João da Madeira, enquanto que a formação B da coletividade sanjoanense foi quinta classificada. Já o CCD C foi 13.º classificado e o Paris Torpical 15.º.
Segundo José Dias Pereira, responsável pela organização do Open Nacional de Damas Cidade de S. João da Madeira, a prova “correu melhor do que o esperado”. “Ao longo das várias edições vamos aprendendo e melhorando”, explica o organizador e damista do CCD, que sublinhou a importância do apoio que empresas, Junta de Freguesia e Câmara Municipal da cidade para o sucesso da competição.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas