a informação essencial
Pub
Partilha

Campeonato de Portugal Prio

SC Coimbrões, 0
AD Sanjoanense, 0

Tags

ADS encerra época com divisão de pontos

FOTO: Arquivo Labor
Partilha

Campeonato de Portugal Prio

SC Coimbrões, 0
AD Sanjoanense, 0

Jogo no Parque Silva Matos, Vila Nova de Gaia.
Árbitro: Paulo Ferraz (Leiria).
SC Coimbrões: Tiago Bizarro, Cláudio Lopes, Vítor Borges, Diogo Costa, Hélio Moreira, Joel Neves, Miguel Cid, Filipe Cardoso, Pedro Tavares (Rafa, 90’+1’), Miguel Gomes (André Moreira, 29’), Fábio Pimenta.
Suplentes: André Moreira, Rafa.
Treinador: José Bizarro.
AD Sanjoanense: Ricardo Silva, Nandinho, Júnior, Vinícios, Pardal, Danilo, Murilo, Vieirinha (Davi, 60’), Rafael, Mica (Nelson, 65’), Fabrício (Zé Lucas, 72’).
Suplentes: João Silva, Davi, Nelson, Paulinho, António, Zé Lucas.
Treinador: Flávio das Neves.

A Sanjoanense encerrou a fase de manutenção com um nulo na deslocação a Vila Nova de Gaia para defrontar o Coimbrões.
Com os locais numa posição complicada na tabela classificativa, esperava-se um jogo acessível para a equipa de Flávio das Neves, mas os homens de S. João da Madeira não conseguiram ultrapassar a defensiva do Coimbrões, que resistiu durante os 90 minutos do encontro.
Com este resultado, e já depois da equipa alvinegra ter assegurado a manutenção, a Sanjoanense termina a segunda fase do campeonato na liderança da classificação, com 37 pontos, cinco de vantagem sobre Cinfães, segundo classificado, que, na última jornada, cedeu perante o Tourizense, uma das equipas que vai disputar o play-off de manutenção.

Nova época, novo formato

Na próxima época o Campeonato de Portugal Prio, que arranca a 20 de agosto, regressa com um modelo competitivo diferente. A prova deixará de ter duas fases, passando a apenas uma com menos séries, mas cada uma com um maior número de clubes. Ao todo serão 16 equipas em cada uma das cinco séries, que irão lutar pela subida de divisão, que passará a ser disputada em sistema de play-off entre os cinco primeiros de cada série e os três melhores segundos classificados. Os quartos-de final e as meias finais da prova jogam-se a duas mãos, sendo que os dois finalistas garantem a subida à 2.ª Liga e, em campo neutro, irão jogar para apurar o vencedor do Campeonato de Portugal Prio.
Relativamente às descidas, passarão a ser definidas no final da fase regular com os últimos seis classificados de cada série a serem despromovidos aos distritais.
Este novo formato que irá entrar em vigor já na próxima temporada será, no entanto, de transição já que o modelo definitivo, que será aplicado em 2018/2019, irá reduzir o número de equipas de 80 para 72.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas