a informação essencial
Pub

Arte à solta no Mercado

FOTO: Diana Familiar
Partilha

E não só. Há obras na Casa da Criatividade, Academia de Música, Biblioteca e Câmara

O projeto “Coleção Norlinda e José Lima para a Cidade” começou com a apresentação da obra Courtesy Cow da artista australiana Susan Norrie no fim do ano passado à entrada da Câmara Municipal de S. João da Madeira. 
A ideia é levar esta e outras obras de arte da Coleção Norlinda e José Lima, em depósito no Núcleo de Arte da Oliva Creative Factory, a outros espaços da cidade.
O projeto continuou dia 26 de abril, com a apresentação de uma nova obra de arte no Mercado Municipal, onde está patente uma instalação “Sinais” do artista moçambicano Jorge Dias, pertencente à Coleção Norlinda e José Lima. Outras obras da Coleção Norlinda e José Lima estão patentes na Casa da Criatividade, na Academia de Música, na Biblioteca Municipal e na Câmara de S. João da Madeira.
O presidente da câmara, Jorge Sequeira, agradeceu aos colecionadores Norlinda e José Lima pela cedência das obras para esta iniciativa que visa atrair mais pessoas aos locais onde estão patentes e promover a existência do Núcleo de Arte.
E tudo isto começou com o desejo de José Lima ver as obras de arte da sua coleção chegar às escolas, recordou Andreia Magalhães, diretora do Núcleo de Arte, durante a inauguração das obras no Mercado Municipal.
Como o acesso às escolas é limitado a alunos, professores, funcionários e encarregados de educação, “achamos que também fazia sentido colocar obras em espaços públicos” acessíveis a toda a comunidade, explicou Andreia Magalhães. E assim continua este projeto “aventureiro, mas sério” que não deixa ninguém indiferente, constatou a diretora do Núcleo de Arte.
Para José Lima, este projeto é a concretização de um sonho antigo. “Este executivo pegou nisto, embora tenha pedido isto antes, mas esqueceram-se”, apontou o colecionador. José Lima espera que a iniciativa seja “o início de um projeto bom” que promova as coleções de Arte Contemporânea e Bruta e o Núcleo de Arte cujo número de visitantes está “aquém do esperado”. O projeto continuará com a instalação de obras de arte nas escolas sanjoanenses.
A câmara municipal tem apostado na comunicação da programação dos espaços culturais desde o início do mandato, do qual “temos tido retorno positivo. Estes equipamentos representaram um grande investimento de capital e agora esse investimento tem de ser rentabilizado e o que faz falta é colocar os Paços da Cultura, a Casa da Criatividade, os Museus e o Núcleo de Arte sobre o olhar do mundo“, salientou Jorge Sequeira ao labor.

Roteiro das obras de arte
- Peça para Decidir, 2009, de Nuno Sousa Vieira | Câmara Municipal;
- Sinais, 2012, de Jorge Días, no Mercado Municipal;
- Carcere XIV, The Gothic Arch, After Piranesi (Carceri), 2002, de Vik Muniz | Casa da Criatividade;

Comentários

Pub

Notícias relacionadas