a informação essencial
Pub

O “Expaço” de Rui M. Costa

FOTO: Diana Familiar
FOTO: Diana Familiar
Partilha

A exposição de fotografia “Expaço” de Rui M. Costa foi inaugurada ao fim da tarde de 17 de novembro na Biblioteca Municipal Dr. Renato Araújo.
O artista Rui Costa tem 27 anos, é natural de Oliveira de Azeméis e licenciado em Pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa.
Uma parte deste trabalho desenvolvido por Rui Costa tem “uma ligação muito forte” com S. João da Madeira, onde estudou na Escola Secundária Dr. Serafim Leite, Nogueira do Cravo e Oliveira de Azeméis, contou aquando da inauguração da sua exposição ao labor.
As fotografias de “Expaço” são as fotografias que têm acompanhado o seu percurso desde há dois anos para cá. “Fotografias muito ligadas com o natural. Apesar de ter estudado em Lisboa, que é uma cidade em que é completamente uma correria, as imagens têm sempre um sentimento de saudade da calma e do natural”, desvendou Rui Costa.
A fotografia do cartaz desta exposição é precisamente de uma árvore da antiga escola número dois que agora é ocupada pela escola número um em S. João da Madeira, revelou o fotógrafo ao labor.
As restantes fotografias foram tiradas no Porto, Lisboa, Coimbra, Oxford, Reino Unido.
O título “Expaço” está relacionado com o “ex” espaço que remete “ao passado, à saudade. Da mesma forma é um conceito um bocado lato porque o meu conceito de espaço não é de um sítio específico, mas vários sítios pelos quais passei”, explicou Rui Costa.
Quando pedimos para escolher uma fotografia que tivesse um significado especial, acabou por escolher duas tiradas na Serra da Freita. O que está refletido em “cinco imagens é um trabalho de seis, sete ou oito meses. Bastante interessante desenvolver isto porque atrás disto há inúmeras fotos que fiz em laboratório e não estão aqui”, confessou o fotógrafo.
De acordo com Rui Costa, “provavelmente este foi o trabalho que iniciou todo o resto.
Foi um trabalho que me deu bastante gozo fazer”.
O fotógrafo esclareceu que não tem “propriamente uma temática. Trabalho por conceitos, por ideias. Tenho fotografias em que há a figura humana, outras em que não há”. No que toca a projetos há projetos “em fase inicial e ainda vão ser continuados. Não penso muito de acordo com o que onde vou expor a seguir, mas qual o trabalho que vou fazer a seguir e o resto vem por acréscimo”, rematou Rui Costa ao labor.
A exposição de fotografia “Expaço” de Rui M. Costa pode ser visitada até dia 30 de dezembro na biblioteca municipal sanjoanense.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas