a informação essencial
Pub
Partilha

Tags

Se fosse eliminada não vinha nenhum mal ao mundo

Partilha

Creio que se a árvore defronte à capela de Santo António, como se pode ver pela foto, fosse eliminada, não vinha nenhum mal ao mundo nem sequer provocaria choque ambiental. Que era uma boa decisão de autarquia lá isso era e só valorizava a capela em toda a sua amplitude.
As árvores pela sua natureza de vida são diferentes umas das outras e a que se pode observar é tão volumosa que corta por completo o campo de visão, o que faz com que a capela passe despercebida à maioria dos transeuntes. Por falta de sensibilidade dos anteriores executivos autárquicos (PSD), que da situação tinham conhecimento desde novembro de 2010, por um artigo de opinião publicado neste mesmo jornal, mantém-se o problema até aos dias de hoje.
“Hoje o executivo autárquico é da responsabilidade do PS. Espera-se por isso que a sensibilidade seja total para a resolução do problema, pois está-se a perder o que melhor tem a capela no seu exterior, que são a fachada e o átrio. De facto, quem convive diariamente com a situação dá conta da árvore a desenvolver-se desmesuradamente em volume e com isso faz o com que se fortaleça o que de mais há de ameaçador para a capela. Por isso, não é de mais repetir: se fosse eliminada (árvore) não vinha nenhum mal ao mundo. Digo eu!

Tags

Mais notícias

Comentários

Pub

Notícias relacionadas