a informação essencial
Pub

Contesta-se urbanização

Partilha

Não é necessário revisitar para melhor se perceber o que já é sobejamente conhecido em termos de alguns "péssimos exemplos de urbanismo”. Declara-se que a câmara de S. João da Madeira sofreu um retrocesso nos últimos mandatos PSD no que diz respeito à sua política de urbanização. "Florestas de sinalização de trânsito", "mecos", "bancos em granito" e "vasos gigantes de ferro em várias ruas a darem ao centro da cidade, como confirma a foto (Rua Dr. Maciel), são alguns dos exemplos que o atual executivo camarário PS terá que considerar como obstáculos à mobilidade dos cidadãos.
Posto isso, o que é desejável é que o atual executivo tenha como sua uma maior preocupação, uma mudança de paradigma para com a mobilidade, para que não seja um entrave à convivência e, com isso, traga o gosto pela cidade e, como é óbvio, pela segurança aos cidadãos.
Na verdade, e nesta área (urbanismo), todos os planos foram executados pelos anteriores executivos PSD (em muitos aspetos de triste memória). Mas que fiquem só para recordar e que o atual executivo PS defenda (como visão de futuro) uma nova política de urbanismo onde prevaleça, firme e com responsabilidade, autoridade territorial e de um certo modo um novo esquema, tendo como objetivo a mobilidade, com forte alteração nas prioridades de forma a melhorar os espaços públicos para os cidadãos.
No fundo, pretende-se a erradicação dos maus exemplos de urbanização já descritos atrás, que foram anos e anos seguidos, sem que se beneficiasse a cidade e a qualidade de vida dos sanjoanenses.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas