a informação essencial
Pub
Partilha

Este ano, o Party Sleep Repeat reverteu a favor da Associação de Jovens Ecos Urbanos e da Liga Portuguesa Contra o Cancro

Tags

Associação Cultural Luís Lima doa 5.000 euros

Donativo à LPCC: Tiago Valente dos Santos; Artur Fernandes, coordenador do Departamento de Angariação de Fundos da Liga Portuguesa Contra o Cancro; Luís Quintino; e Pedro Batista, presidente do conselho fiscal da ACLL (da esq.ª para a dt.ª)
FOTO: Direitos Reservados
Donativo ao projeto "Apadrinhe esta Ideia" da Ecos Urbanos: Luís Quintino, sócio-fundador da ACLL; Maria Manuel Pinto, tesoureira da ACLL; Tiago Valente dos Santos, presidente da direção da ACLL; Rita Pereira, presidente da direção da Ecos Urbanos;
FOTO: Direitos Reservados
A Associação Cultural Luís Lima agradece aos patrocinadores, beneméritos e parceiros que possibilitaram mais o 4º PARTY SLEEP REPEAT! Muito obrigado!
FOTO: Direitos Reservados
Partilha

Este ano, o Party Sleep Repeat reverteu a favor da Associação de Jovens Ecos Urbanos e da Liga Portuguesa Contra o Cancro

Em abril último, pelo palco da Sala dos Fornos da Oliva Creative Factory, em S. João da Madeira, passaram nomes sonantes do panorama musical nacional como Paus, Capitão Fausto, Xinobi, Holy Nothing, Equations, Basset Hounds, Ganso, The Miami Flu, Bandido$ e Mvria.
O Party Sleep Repeat (PSR) trouxe à cidade, nos dois dias em que se realizou, cerca de duas mil pessoas apreciadoras de rock e música alternativos, permitindo à organização - Associação Cultural Luís Lima (ACLL) - a angariação de 5.000 euros.
Tal como Tiago Valente dos Santos disse, na ocasião, ao labor, o valor obtido com a venda de bilhetes reverteu, este ano, a favor da campanha “Apadrinhe esta ideia” da Ecos Urbanos, que visa fornecer géneros alimentícios a famílias economicamente vulneráveis sanjoanenses, e ainda de um projeto de investigação científica da Liga Portuguesa Contra o Cancro.
Em declarações ao nosso jornal, o presidente da direção da ACLL fez saber que a entrega do dinheiro “já foi feita” no mês passado, sendo certo que “a associação vai acompanhar as execuções destes dois donativos”. Além disso, aproveitou a conversa com o labor “para agradecer, uma vez mais, a todos os nossos parceiros, patrocinadores e sócios”.
A propósito do próximo PSR, o jovem dirigente pouco adiantou, assegurando apenas que “estamos a trabalhar na futura edição”. “O projeto ainda é muito embrionário”, referiu.
Considerado o melhor festival de música indoor da Península Ibérica, no âmbito dos “Iberian Festival Awards”, o Party Sleep Repeat é cada vez mais reconhecido pelo público. Nesta sua última edição, “conseguimos escalar o evento, duplicando o número de bandas e aumentando também a qualidade das mesmas”. Estas, segundo Tiago Valente dos Santos, “já começam a perceber o contexto do festival”.
Recorde-se que o PSR, que começou por ser uma pequena “festa” em homenagem póstuma a Luís Lima, que, em novembro de 2012, faleceu, vítima de doença prolongada, não precisou de muitos anos para se tornar numa marca cultural e solidária de S. João da Madeira. É apoiado não só pela câmara municipal e pela junta de freguesia (com subsídios e ajuda logística), mas também por privados (sanjoanenses e não só). Além destes, conta com a parceria da Associação de Jovens Ecos Urbanos.

Trabalho da ACLL não se esgota no PSR
Depois do PSR, ainda ontem, dia 19 de outubro, a ACLL foi responsável pela produção do “Concerto Ilustrado” com os “Prana”, uma das muitas iniciativas do programa do 9.º Encontro Internacional de Ilustração organizado pela junta.
Além disso, tem em vista promover, até final do ano, mais uma conferência integrada num ciclo de conferências que tem vindo a levar a cabo sob a marca ‘Thinkspace’. Desta vez, o tema será o “voluntariado”.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas