a informação essencial
Pub

Jovens deputados querem um centro lúdico na cidade

FOTO: Gisélia Nunes
Partilha

À semelhança do que já existe em Oliveira de Azeméis

A criação de um centro lúdico em S. João da Madeira foi uma das propostas apresentadas pelo Centro de Educação Integral (CEI) na segunda sessão da Assembleia Municipal Jovem (AMJ) subordinada ao tema “Eu e os Outros (na minha escola e na minha cidade)” que teve lugar no Fórum Municipal no passado dia 6 de junho.
A porta-voz do CEI na AMJ, Ana Francisca Cunha, defendeu a existência na cidade de um equipamento sociocultural que promova gratuitamente a educação, a cultura, a informação e o lazer em torno do brinquedo, do jogo e do livro, à semelhança do que há no concelho vizinho de Oliveira de Azeméis - “ideia” que, aliás, veio a ser reforçada mais tarde por outros deputados municipais jovens, mas que não convenceu muito Jorge Sequeira. Pelo menos, por enquanto.
“Não temos projetada essa ideia, porque a cidade tem [já] um conjunto de ofertas lúdicas” direcionadas quer para crianças, quer para jovens, disse o presidente da câmara, acrescentando a propósito do cinema ao ar livre (outra sugestão trazida a público nesta AMJ) que “temos projetado, através do Núcleo de Arte da Oliva, de uma solução de cinema móvel”. Precisamente, com o objetivo de “levar o cinema a toda a cidade”, completou.


Presidente da câmara “presta contas”
Naquela que foi a última AMJ deste ano letivo, o autarca sanjoanense “prestou contas” aos jovens deputados. Jorge Sequeira deu nota das medidas destinadas aos mais novos que o executivo municipal que lidera tem vindo a implementar desde que tomou posse em outubro de 2017, destacando a “gratuitidade do TUS [- Transportes Urbanos Municipais] para todos os estudantes”. Esta “já está em vigor” e é, em seu entender, “a medida mais relevante”, visando “fomentar, através da juventude”, a utilização “em massa do transporte coletivo”.
O edil sanjoanense mencionou também a entrega de uma viatura híbrida, por parte do Município, à Polícia de Segurança Pública no âmbito do Programa Escola Segura; as comemorações do 25 de Abril, incluindo iniciativas como um concurso de cartazes e uma exposição temáticos, e do Dia Mundial da Criança; a aprovação do Programa F.O.R.A (Erasmus Municipal), “que irá para o terreno ainda este ano”; o reforço do apoio financeiro às associações de pais para contratação de porteiros para os jardins de infância e escolas do 1º ciclo; e o transporte gratuito (em parceria com a junta de freguesia) para os alunos inscritos na Universidade Júnior.
Lembrou ainda as primeiras propostas defendidas na primeira AMJ e entretanto já executadas, conforme o labor noticiou oportunamente: passadeira sobrelevada junto ao CEI e fim do problema de derrame de águas residuais que vinha afetando há já vários anos um percurso pedonal de acesso à Escola Básica e Secundária Oliveira Júnior.


Ponto de carregamento elétrico junto à Casa da Criatividade
Jorge Sequeira adiantou que “está previsto que até ao fim do ano seja instalado” “um ponto de carregamento elétrico com dois postos de abastecimento ao lado da Casa da Criatividade” pela MOBI.E, S.A.. Medida que vem ao encontro do que propôs o CEI na AMJ de 21 de março.
Já relativamente à substituição “de forma gradual” da “atual frota automóvel camarária por veículos elétricos”, não se prevê que tal aconteça para já. “Mas em futura compra teremos isso em conta”, garantiu o líder autárquico.
É igualmente objetivo do Município proceder à reverificação da localização das passadeiras, com intervenções previstas para breve junto à EB2,3 e na Devesa Velha, e à melhoria da rede de transportes públicos.



Deslocação a Lisboa no final do mês
Já tem data marcada a deslocação dos membros da AMJ de S. João da Madeira a Lisboa para visitarem a Assembleia da República (AR) e não só. Segundo informações recolhidas pelo labor junto da autarquia, os deputados municipais jovens sanjoanenses saem de S. João da Madeira na quinta-feira 28 de junho, por volta das 7h30, estando a chegada à AR prevista para as 11h00. Já na capital, para além de conhecerem a “Casa da Democracia”, vão ter contacto com deputados, assistir ao plenário e visitar ainda a Presidência do Conselho de Ministros.
No dia seguinte, 29 de junho, os alunos visitam, da parte da manhã, o Museu do Aljube, dedicado à história e à memória do combate à ditadura e da resistência em prol da liberdade e da democracia. A saída de Lisboa está agendada para as 14h00, com direção ao Forte de Peniche, prevendo-se que a chegada a S. João da Madeira aconteça pelas18h30.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas