a informação essencial
Pub
Partilha

Campeonato de Portugal – Série B

FC Cesarense, 0
AD Sanjoanense, 1

Tags

Mateus “salva” Sanjoanense da descida

FOTO: AD Sanjoanense
FOTO: AD Sanjoanense
FOTO: AD Sanjoanense
Partilha

Campeonato de Portugal – Série B

FC Cesarense, 0
AD Sanjoanense, 1

Jogo no Estádio do Megulhão, em Cesar.
Árbitro: Rui Rodrigues (AF Lisboa).
FC Cesarense: Raphael Mello, Edi Silva, Rui Raínho (Pedro Nova, int), Danilo Almeida, João Miguel, Fábio Pereira, Diogo Pereira (Cauê, int), Maurício Júnior, Ângelo Oliveira, Chapinha (Diogo Mota, 75’), Júlio Alves.
Suplentes: Diogo Almeida, João Edgar, Guilherme Quichini, Gonçalo Santos, Cauê, Pedro Nova, Diogo Mota.
Treinador: Flávio das Neves.
AD Sanjoanense: Cristiano, Pedro Santos, Serginho, Pedro Tavares, Murilo, Teles, Diogo Castro, Miccoli, Júlio (Esteves, 57’), Mailó (Mateus, 37’), Tiago Borges (Bruno Silva, 75’).
Suplentes: Ivo, Ken, Esteves, Igor, Mateus, Bruno Silva.
Treinador: Fernando Pereira.
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Murilo (13’), Diogo Pereira (24’), Pedro Santos (46’), Fábio Pereira (68’), Bruno Silva (87’), Mateis (90’).
Marcha do marcador: 0-1 por Mateus (90’+3’).

A última jornada do Campeonato de Portugal era de decisões e para a Sanjoanense apenas a vitória interessava na deslocação a Cesar. O último jogo da época foi de nervos e de sofrimento para os alvinegros, que estiveram com um pé no Distrital praticamente até ao final da partida e foi o golo de Mateus, já em tempo de compensação, que empurrou os homens de S. João da Madeira para a manutenção.
O jogo não se previa fácil para a Sanjoanense, mas obrigada a vencer a formação de Fernando Pereira entrou sem receios na partida e com pouco mais de dois minutos de jogo ameaçava pela primeira vez a baliza de Raphael.
Ao longo da primeira parte foram os alvinegros que mais procuraram o golo, mas a meio do primeiro tempo era Cristiano, com uma excelente intervenção, que segurava a igualdade travando o remate de Júlio Alves.
No período complementar os locais procuraram impor o seu jogo e foi a grande exibição do guardião alvinegro que manteve o sonho dos visitantes vivo até ao final.
Com a partida a caminhar para o final e com a Sanjoanense obrigada a vencer, devido à configuração de Resltados, já que os adversários diretos (Trofense, Pedras Rubras e Canelas) estavam na frente nos respetivos encontros, foi o tudo por tudo dos alvinegros para chegar ao golo e já perto do fim Júlio via o remate sair por cima da barra enquanto Esteves atirou ao lado depois de tirar um homem da frente.
Sem nada a perder os homens de S. João da Madeira pressionavam e acreditavam que a permanência ainda era possível e foi em tempo de compensação que os alvinegros respiraram de alívio quando numa reposição da bola pela linha lateral Mateus domina e à meia volta fica apenas com o guardião pela frente e com um toque rasteiro dá a vitória e a manutenção à Sanjoanense.
Com este resultado a Sanjoanense garantiu a manutenção no Campeonato de Portugal, enquanto Canelas, SC Salgueiros, Camacha, Aliança de Gandra, Freamunde e Sousense, são despromovidos.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas