a informação essencial
Pub
Partilha

Campeonato Nacional da 2.ª Divisão de Hóquei em Patins – Zona Norte

AD Sanjoanense, 6
FC Porto B, 6

Tags

Empate nos últimos segundos tira título e subida direta à ADS

FOTO: Nuno S. Ferreira
FOTO: Nuno S. Ferreira
FOTO: Nuno S. Ferreira
Partilha

Campeonato Nacional da 2.ª Divisão de Hóquei em Patins – Zona Norte

AD Sanjoanense, 6
FC Porto B, 6

Jogo no Pavilhão dos Desportos da AD Sanjoanense.
Árbitros: José LaSalette e José Mendes (AP Aveiro).
AD Sanjoanense: Marco Lopes (gr) (cap), Alex Mount, Tiago Almeida, João Cruz, Pedro Rego, Pedro Cerqueira, Bruno Moreira, Afonso Santos, José Almeida, Bernardo Moreira (gr).
Treinador: Miguel Resende.
FC Porto B: Diogo Brandão (gr), Gustavo Vidal (cap), João Lima, Zé Miguel Gonçalves, Nuno Paiva, Filipe Vaz, André Castaño, Martim Ferreira, Dinis Abreu, Alexandre Costa (gr).
Treinador: João Lapo.
Ao intervalo: 3-2.
Marcha do marcador: 1-0 por Afonso Santos (3’), 2-0 por Afonso Santos (13’), 3-0 por Pedro Cerqueira (18’), 3-1 por José Gonçalves (24’), 3-2 por Dinis Abreu (24’), 4-2 por José Almeida (26’), 4-3 por Nuno Paiva (28’), 4-4 por Gustavo Vidal (33’), 4-5 por Dinis Abreu (35’), 5-5 por José Almeida (45’), 6-5 por Alex Mount (48’), 6-6 por Dinis Abreu (49’).
Ação disciplinar: Cartão azul para Dinis Abreu (49’).
Faltas: AD Sanjoanense, 15 | FC Porto B, 16.

Este era um jogo de nervos para a Sanjoanense que, a jogar em casa, frente ao FC Porto B, centrava também as atenções em Gulpilhares, onde ansiava por um desaire do líder Riba D’Ave, que acabou mesmo por acontecer ao consentir um empate (6-6) diante da já despromovida formação de Vila Nova de Gaia. Mas os alvinegros, que chegaram a estar a vencer e, por isso, com um pé no acesso direto ao escalão principal do hóquei em patins e com a mão no troféu de campeão nacional da 2.ª Divisão, acabaram por permitir a igualdade dos portistas já no último minuto do encontro.
Decidida a conquistar os três pontos, a formação de Miguel Resende entrou a dominar e com um hóquei rápido não demorou a colocar-se em vantagem. Com uma passagem por trás da baliza Afonso Santos insistia e logo aos três minutos inaugurava o marcador para, instantes depois, apontar o segundo. Cindo minutos volvidos é Pedro Cerqueira que dilata a vantagem de grande penalidade.
Aos poucos os locais foram diminuindo o ritmo e o FC Porto equilibrou o jogo. Se a poucos minutos do intervalo Dinis Abreu ameaçou com perigo a baliza de Marco Lopes, já sobre o período de descanso dois golos dos dragões colocavam a diferença mínima no marcador.
Na segunda parte José Almeida entrou a marcar, com um remate rasteiro que traiu o guardião portista, mas foram os visitantes que voltaram a aproveitar uma redução na intensidade do jogo dos alvinegros para, em menos de 10 minutos, consumarem a reviravolta.
José Almeida ainda conseguiu restabelecer a igualdade e Alex Mount, a dois minutos do fim, após um penalti falhado de Pedro Cerqueira, coloca a Sanjoanense a vencer (6-5) quando o Riba d’Ave empatava em Gulpilhares, resultado que deixava os alvinegros em vantagem.
Contudo, a cinco segundo do fim, num livre direto a favor do FC Porto, a castigar a 15.ª faltada Sanjoanense, Dinis Abreu restabeleceu a igualdade, que deixava tudo como estava. Pedro Cerqueira ainda teve a oportunidade de marcar a um segundo do fim, mas não conseguiu converter o livre direto.
Com este empate a Sanjoanense terá de disputar o play-off de subida defrontando, já no próximo sábado, em casa, pelas 17h00, o Oeiras.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas