a informação essencial
Pub
Partilha

XV Campeonato da Proliga – Zona Norte

AD Sanjoanense, 51
Beira-Mar, 34

Tags

ADS vence em jornada inaugural

FOTO: Nuno S. Ferreira
FOTO: Nuno S. Ferreira
Partilha

XV Campeonato da Proliga – Zona Norte

AD Sanjoanense, 51
Beira-Mar, 34

Jogo no Pavilhão Paulo Pinto, em S. João da Madeira.
Árbitro principal: José Lopes.
Árbitro auxiliar: Fábio Ferreira.
AD Sanjoanense: Hélder Santiago, Remy Silva, Sílvio Rodrigues, Rúben Gomes, Diogo Rebelo, Simão Pinheiro, Miguel Silva, Gonçalo Machado, João Almeida, Pedro Azevedo, Carlos Resende, Sergi Coll.
Treinador. Sérgio Salvador.
Beira-Mar/AAUAv: Ricardo Pinho, Tiago Tavares, Tiago Nazário, Bernardo Almeida, João Pinto, João Neves, Gonçalo Catarino, Bernardo Almeida, Bruno Pereira, Cristiano Correia, Bernardo Pires, André Silva.
Treinador: Carlos Cabral.
Parciais: 16-9; 16-7; 5-8; 14-10.

A estreia da Sanjoanense na XV edição do Campeonato na Proliga não podia ter sido melhor com os alvinegros a vencerem a formação do Beira-Mar por uns claros 51-34.
Perante um Pavilhão Paulo Pinto repleto de público, como tem sido habitual desde o início da nova época, as duas equipas demonstraram muita atitude e entrega nos aspetos defensivos, daí os poucos pontos marcados por ambas as formações.
Apesar da clara superioridade da Sanjoanense, foram os visitantes que colocaram o marcador em funcionamento ainda no primeiro minuto da partida com um lançamento de dois pontos de Cristiano Correia.
A reação dos homens de Sérgio Salvador não tardou e aos poucos os locais foram construindo uma vantagem que no final do primeiro período era de sete pontos (16-9).
No segundo quarto o jogo não sofreu grandes alterações e uma Sanjoanense bem organizada defensivamente e eficaz na concretização acabaria por aumentar ainda mais a vantagem até ao intervalo (32-16).
No terceiro período foram apenas cinco os pontos conquistados pelos alvinegros, face aos oito conseguidos pelo Beira-Mar.
No último quarto a Sanjoanense começou bem e em pouco mais de três minutos conseguiu uma vantagem que chegou aos 18 pontos (42-24). Com uma série de lançamentos eficazes, o Beira-Mar ainda reduziu consideravelmente a diferença (42-32), mas nos últimos minutos do encontro os alvinegros voltaram a distanciar-se no marcador.
Nesta partida os destaques individuais vão para o espanhol Sergi Coll, que converteu 19 pontos e garantiu 16 ressaltos, e para Carlos Resende, que dominou as tabelas ao conseguir 13 ressaltos.
No próximo encontro, agendado para 29 de outubro, a Sanjoanense desloca-se ao pavilhão do Sampaense.

Pormenores que ditaram o resultado

No Troféu António Pratas – Proliga a Sanjoanense já havia vencido, sem grande dificuldade, a formação do Beira-Mar e este fim de semana a equipa alvinegra voltou a triunfar frente a um adversário recém-promovido a este escalão e que conta com um plantel composto por atletas, na sua maioria, jovens universitários. “O Beira-Mar tem método, tem uma equipa aguerrida que causa muitos problemas no ataque adversário, com defesas pressionantes e a cortar a linha de passe”, sublinha o técnico alvinegro, que considera que a Sanjoanense esteve bem, nomeadamente no capítulo defensivo. “No momento do jogo em que tínhamos de estar bem, estivemos muito bem”, referiu o treinador que, no entanto, mostrou algum descontentamento relativamente a alguns aspetos do jogo. “Não posso estar contente com termos feito 24 turnovers neste jogo, alguns deles sem pressão nenhuma”, realçou.
Já Carlos Cabral, treinador do Beira-Mar, acredita que foi o mau desempenho ofensivo que impediu a sua equipa de “discutir o jogo até ao fim”. Ainda assim o técnico aveirense considera que a equipa está no bom caminho. “Demos uma boa mostra do que somos capazes de fazer. Retificamos situações e julgo que estamos a criar uma equipa que poderá lutar pela manutenção, que é o nosso objetivo”, sublinhou.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas