a informação essencial
Pub
Partilha

O candidato também venceu em S. João da Madeira

Tags

Rui Rio é o novo líder do PSD

FOTO: Direitos Reservados
Partilha

O candidato também venceu em S. João da Madeira

As eleições diretas do novo Presidente da Comissão Política Nacional do PSD terminaram no dia 13 de janeiro, sábado passado, com a vitória de Rui Rio e a derrota de Pedro Santana Lopes.
O novo líder do PSD, Rui Rio, recebeu 22.611 votos (54,37%) e Santana Lopes 18.974 (45,63%), tendo sido contabilizados 440 votos brancos e 229 nulos, quando faltavam apurar 11 mesas de voto, num total de 42.254 militantes votantes num universo de 70.692 em condições de votar.
O candidato Rui Rio recebeu 196 votos e Pedro Santana Lopes 51 votos na Comissão Política Concelhia do PSD em S. João da Madeira em que entre os 573 eleitores votaram 252, dos quais quatro em branco e um nulo. Após este sufrágio eleitoral, Rui Rio é eleito o 18.º Presidente do PSD.
A eleição dos delegados ao 37.º Congresso foi vencida pela lista B encabeçada por Manuel Castro Almeida, ex-secretário de Estado e ex-autarca de S. João da Madeira, com 178 votos. Já a lista A encabeçada por Carlos Tavares Fernandes, empresário sanjoanense, recebeu 60 votos. Dos 572 militantes, 250 votaram, tendo sido apurados 12 votos em branco.
O engenheiro Carlos Tavares Fernandes era o “rosto” de Santana Lopes em S. João da Madeira. Apesar da derrota do candidato que apoiava, Carlos Tavares Fernandes não está “nada arrependido. Voltaria a apoiar novamente Santana Lopes”.
Na opinião deste militante, um dos mais antigos do PSD local, “em S. João da Madeira os nossos militantes estão desmotivados. As eleições autárquicas correram mal”.
Além disso, “dos militantes apenas votaram 45%. A abstenção foi de 55%.”, considerou Carlos Tavares Fernandes.
A apresentação da sua lista esteve relacionada com o marcar da sua presença e do apoio a Pedro Santana Lopes. “Achei que devia de dizer que Carlos Tavares Fernandes está presente aos sanjoanenses. Achei que Pedro Santana Lopes merecia uma representação e um apoio superior ao que tem tido. Tive muito gosto nisso”, revelou o militante ao labor.
“O PSD está em transição e é preciso clarificar a situação” nas eleições concelhias em abril, concluiu Carlos Tavares Fernandes.
A leitura dos resultados desta eleição a nível local e nacional é de que “os militantes do PSD se manifestaram de forma clara pela candidatura de Rui Rio. O que me deixa muito feliz”, afirmou Manuel de Castro Almeida ao labor.
Relativamente ao número de militantes existente no PSD local e ao número de votantes, “a percentagem de abstenção de SJM foi semelhante à do país”, considerou o ex-secretário de Estado e autarca sanjoanense.
A cidade de S. João da Madeira tem direito a eleger cinco delegados ao Congresso do PSD. O resultado foram quatro eleitos pela lista de Castro Almeida e um da lista de Tavares Fernandes. Os delegados eleitos foram Manuel Castro Almeida, Rui Costa, Conceição Leite e Paulo Barreira pela lista B e Carlos Tavares Fernandes pela lista A.
O 37.º Congresso Nacional do PSD realiza-se de 16 a 18 de fevereiro no Centro de Congressos de Lisboa para eleger e empossar os novos órgãos nacionais do partido.
O líder do PSD local, Paulo Cavaleiro, felicitou o novo líder nacional do partido em comunicado enviado às redações. Neste sufrágio eleitoral, “democraticamente, os militantes fizeram uma escolha que conduz Rui Rio como o 18º Presidente do Partido. Agora um novo ciclo se inicia e novas batalhas se avizinham. Mas unidos, acredito que o PSD ficará ainda mais forte”, concluiu Paulo Cavaleiro.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas