a informação essencial
Pub
Partilha

Arte contemporânea “à solta” em S. João da Madeira

Tags

Arte contemporânea “à solta” em S. João da Madeira

Partilha

Arte contemporânea “à solta” em S. João da Madeira

A obra Courtesy Cow da artista australiana Susan Norrie está desde o dia 11 de dezembro à entrada da Câmara Municipal de S. João da Madeira.
A ideia é levar esta e outras obras de arte da Coleção Norlinda e José Lima, em depósito no Núcleo de Arte da Oliva Creative Factory, a outros espaços da cidade sanjoanense.
E, ao mesmo tempo, levar as pessoas “a interagir” com as obras desta coleção de arte contemporânea única em Portugal, afirmou Jorge Sequeira, Presidente da Câmara Municipal de S. João da Madeira.
A peça é “muito interessante e inovadora” e está “há muitos anos” na Coleção Norlinda e José Lima, deu a conhecer Jorge Sequeira, insistindo que este projeto pretende dar a conhecer as obras, provocar as pessoas para a arte e recordar a existência destas e tantas outras obras no Núcleo de Arte.
O projeto “Coleção Norlinda e José Lima para a Cidade” vai continuar no próximo ano de uma forma “mais vasta e ambiciosa ao colocar obras de arte em outros espaços da cidade”, adiantou Jorge Sequeira.
O empresário e colecionador José Lima começou por dizer “não gosto de criticar”, mas logo a seguir recordou que “muitos anos batalhei para (a coleção) sair de onde está enterrada. Ou serve ou não serve para a cidade”.
O colecionador de arte contemporânea recebeu “de braços abertos” a proposta de Jorge Sequeira porque esta é mais uma forma de “as pessoas saberem que ela (coleção) existe”, esclarecendo que o apontamento “não é uma crítica, é conhecimento dos factos”.
“Vamos ver se desta vez vamos dar um salto em frente e a arte contemporânea é conhecida em Portugal”, indicou José Lima, recordando que “antes a divulgação não foi feita” por parte da autarquia sanjoanense.
O empresário e colecionador de arte terminou com um apelo a todos os presentes para divulgar a existência de uma coleção de arte contemporânea em S. João da Madeira porque “juntos podemos levá-la a todo o lado”.
O projeto apresentado esta semana é “um projeto que traz a arte para fora do Núcleo de Arte, onde está mais protegido, e vai ser um desafio e um teste à conservação do património artístico por parte da população”, considerou Andreia Magalhães, diretora do Núcleo e Centro de Arte da Oliva Creative Factory.
A obra Courtesy Cow de Susan Norrie é uma “obra imponente, colorida e que vai dar que falar sobre arte”, assumiu Andreia Magalhães.
O projeto “Coleção Norlinda e José Lima para a Cidade” que levará a arte a diferentes locais públicos de S. João da Madeira arranca oficialmente em março de 2018. Até lá, os interessados podem visitar a obra Courtesy Cow na entrada do Município sanjoanense ou outras obras das coleções Norlinda e José Lima e Treger/Saint Silvestre no Núcleo de Arte.

Comentários

Pub

Notícias relacionadas